PUBLICIDADE

Modelo alemã mostra o resultado de operação de alongamento ósseo para ficar 14 cm mais alta

Ela conta que sua decisão foi fortemente influenciada por seu ex-marido. "Eu queria finalmente ser amada"

25 jun 2024 - 18h33
Compartilhar
Exibir comentários

A modelo alemã Theresia Fischer, de 32 anos, tomou a decisão que mudaria não só a sua altura mas também a trajetória de sua vida emocional e física. Nos últimos oito anos, Theresia gastou mais de 1,7 milhão de reais em uma série de cirurgias controversas para alongar suas pernas, elevando sua estatura de 1,70 m para impressionantes 1,84 m. Convertendo-se de uma medida já considerada alta para a altíssima medida digna de uma passarela de modelo.

A modelo passou por oito cirurgias nos últimos oito anos
A modelo passou por oito cirurgias nos últimos oito anos
Foto: Reprodução / Instagram / Perfil Brasil

Este processo, conhecido informalmente como "cirurgia de Frankenstein", envolveu várias etapas dolorosas, incluindo o corte dos ossos das coxas e pernas para inserção de hastes telescópicas que foram ajustadas ao longo do tempo para estimular o crescimento ósseo. Processo que ela iniciou aos 24 anos, impulsionada por um desejo de atender às expectativas de um amor que prometia ser eterno.

Como funciona a "cirurgia de Frankenstein"?

A "cirurgia de Frankenstein", apesar de seu nome gótico que remete a conceitos de horror, refere-se a um método médico explorado para o alongamento ósseo. A técnica envolve a quebra controlada dos ossos para que, entre eles, sejam inseridas hastes que, com o tempo, puxam os ossos para se estenderem enquanto o novo tecido ósseo cresce. Esse procedimento é realizado sob rigorosa supervisão médica e geralmente é reservado para condições de desigualdade extrema de comprimento de membros ou, como no caso de Fischer, para fins cosméticos.

Por que Theresia decidiu aumentar sua altura?

Theresia confessou que sua decisão na época estava fortemente ligada às influências externas, particularmente de seu ex-marido, que a convenceu de que o amor dele estava condicionado à realização desta transformação. "Eu queria finalmente ser amada", explicou Fischer sobre seu estado mental na época, dominada pela depressão e uma baixa autoestima que a levou a se submeter a um processo físico e emocional excruciante.

As consequências e novos horizontes na vida da modelo

O custo dessa decisão foi monumental. Fisicamente, Theresia lida com dores constantes e uma reabilitação longa, utilizando muletas enquanto aguarda a completa cura recomendada pelos médicos. Emocionalmente, a jornada foi igualmente exaustiva. "A dor que suportei durante oito anos foi tão enorme que nem consigo colocar em palavras", desabafa. No entanto, hoje, Theresia encontra-se em um novo relacionamento com Stefan Kleiser, e juntos, planejam construir uma família.

*texto sob supervisão de Tomaz Belluomini

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade