PUBLICIDADE

Investimento em marketing digital cresce entre empresas

Parcerias com influenciadores digitais são parte da estratégia de empresas e agora também de ONGs e associações ligadas a causas sociais, apontam pesquisas.

28 jan 2022 10h30
ver comentários
Publicidade

Pesquisa feita CMO Survey apontou que, o investimento em marketing digital representou 58% do investimento das empresas em 2021. Isso significa um aumento de 15,8% no investimento nesse tipo de marketing em relação ao último ano e a previsão é de um aumento de 14,7% em 2022. Na mesma linha, os profissionais de marketing pesquisados relatam grandes aumentos nos ganhos de receita (11,1%) e lucros (10,4%) após ganhos de receita de apenas 0,3% e ganhos de lucro de 2,6% em fevereiro de 2021.

Foto: Google Images / DINO

A ferramenta de marketing digital mais utilizada foi o Google Ads, seguida pelo Facebook Ads. Aliado a essas ferramentas, o trabalho com influenciadores digitais foi buscado por 74,3% das empresas entrevistadas. O levantamento da CMO Survey, indicou que, dentre as empresas que buscaram parcerias com influenciadores, 82,4% citaram a melhora da imagem da empresa e o engajamento com o cliente.

Ana Paula Oliveira, que é influenciadora digital e advogada, comenta que a parceria de marcas com influenciadores pode maximizar os resultados das empresas e potencializar o alcance da marca para novos clientes. "O marketing feito em parceria com um influenciador pode ser eficaz porque torna a marca mais próxima da realidade e do dia a dia do cliente. Além disso o alcance orgânico nas redes sociais tende a ser mais eficiente que o chamado tráfego pago", explica ela.

Causas sociais

Além do setor corporativo, também as organizações não governamentais e ligadas a causas sociais têm mostrado interesse em parcerias com influenciadores, conforme aponta pesquisa do Estúdio Cais - Projetos de Interesses Públicos. De acordo com o levantamento, mais de 100 milhões de brasileiros têm acesso à internet; 90,8% dos internautas brasileiros estão nas redes sociais; as pessoas ficam conectadas, em média, 4h59 por dia; e 94% são usuárias do Facebook e Instagram.

A pesquisa revelou que, de um total de 345 influenciadores brasileiros, 138 deles já se envolveu com alguma ONG ou instituição apoiadora de causas sociais. Os dados também indicam que um total de 80% dos influenciadores que se envolveram com alguma causa social no último ano apoiaram ONGs de ligadas à fome e à distribuição de renda. Das ONGs ouvidas para a pesquisa, 87% disseram ter buscado esse meio de divulgação de suas ações porque viram a possibilidade de maior alcance e mobilização das pessoas com as causas divulgadas pelos influencers.

Ana Paula, que, como influenciadora, apoia as causas ligadas ao fim da pobreza e miséria no Brasil, comenta que seus seguidores são majoritariamente mulheres, que se interessam pelas causas sociais. "Acho importante usar a influência nas redes sociais, que hoje em dia são muito importantes para expandir e fixar uma ideia, para ir além da parceria com marcas e também fortalecer causas sociais tão nobres e importantes no nosso país".

Com os impactos causados por influenciadores, a busca por estratégias de marketing de influência tem crescido consideravelmente entre as empresas e organizações, conforme apontaram os dados. A expectativa é que esse formato de divulgação seja intensificado nos próximos anos.




Website:

http://www.instagram.com/anapaulaoliveira.oficial
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade