11 eventos ao vivo

Ídolo diz ter quebrado feitiço que impedia Liverpool de ser campeão inglês urinando

Segundo Bruce Grobbelaar, mago africano amaldiçoou o time em seu jogo de despedida, em 1992

14 dez 2019
20h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Multicampeão no Liverpool, o ex-goleiro Bruce Grobbelaar afirmou durante participação no programa de televisão BT Sport que tem uma participação na boa fase do time no Campeonato Inglês, ao quebrar uma maldição que impedia o time de ser campeão do torneio. Se isso por si só já é bizarro, a forma que ele usou para terminar o "feitiço" foi mais ainda: urinando nas traves do estádio de Anfield.

"Eu recebi um amistoso de despedida em 1992 e na época era patrocinado pela cerveja Zambezi e eles mandaram um feiticeiro para o jogo. Ele andou ao redor do estádio com um rabo de cabra, jogou água nas duas traves, pegou o microfone e disse: 'se vocês não tiverem o homem da floresta Grobbelaar aqui, não vão vencer o título", explicou o ex-atleta sul-africano sobre como o feitiço foi feito.

Na sequência, ele conta que tentou acabar com a maldição em 2014, mas não conseguiu. "Lembra Steve Gerrard, o jogo que ele escorregou (contra o Chelsea)? Uma noite eu desci ao gramado e urinei nas traves. Isso quebra o feitiço, mas eu fui expulso antes de terminar e nós terminamos em segundo", contou Grobbelaar sobre a tentativa de encerrar o jejum que dura desde 1990.

Mas ele não desistiu tão facilmente. "Eu cumpri minha missão. Na temporada passada eu joguei numa partida corporativa, peguei uma garrafa, joguei a água fora e enchi de urina durante o intervalo intervalo. Na volta a campo, joguei na trave. Ao fim da temporada passada", finalizou Grobbelaar.

Na última temporada, o Liverpool foi vice-campeão inglês com 97 pontos, um a menos que o Manchester City. Na atual, a equipe tem 16 vitórias e um empate em 17 rodadas, e lidera com dez pontos de vantagens para o vice-líder Leicester e 11 para o terceiro colocado Manchester City. No entanto, o torneio ainda nem completou um turno inteiro para se ter certeza se era realmente a tal maldição que impedia o time vermelho de ser campeão inglês.

Veja também:

Prefeitos discutem nova onda da Covid-19 no Oeste do Paraná
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade