PUBLICIDADE

Em meio à crise, Bolsonaro se reúne com Guedes

Fontes da própria pasta, no entanto, disseram mais cedo que o ministro não pediu demissão do cargo após debandada em sua equipe

22 out 2021 14h39
| atualizado às 15h02
ver comentários
Publicidade
Edifício do Ministério da Economia em Brasília
22/10/2021
REUTERS/Ueslei Marcelino
Edifício do Ministério da Economia em Brasília 22/10/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde desta sexta-feira, 22, ao Ministério da Economia para uma conversa com o chefe da pasta, Paulo Guedes, em meio a boatos de que o ministro estaria deixando o cargo. Fontes do próprio ministério, no entanto, disseram à Reuters que Guedes não pediu demissão do cargo.

Mais cedo, Guedes cancelou participação que faria em evento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) nesta sexta, segundo a assessoria de imprensa da entidade - o que ajudou a alimentar as suspeitas.

O presidente Jair Bolsonaro e, ao fundo, o ministro da Economia, Paulo Guedes. REUTERS/Ueslei Marcelino
O presidente Jair Bolsonaro e, ao fundo, o ministro da Economia, Paulo Guedes. REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

Os rumores em torno da saída do ministro mexeram com os preços dos ativos nesta manhã, guiando a alta do dólar e a queda da bolsa de valores.

Na quinta-feira, 21, o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, bem como seus adjuntos, encaminharam seus pedidos de exoneração dos cargos.

A saída dos auxiliares de Guedes ocorreu após negociações do governo com o Congresso para mudanças na regra do teto de gastos para colocar de pé um novo Bolsa Família - batizado de Auxílio Brasil - mais robusto.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade