PUBLICIDADE

Marina vai apoiar Aécio e pede incorporação de programa

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a ex-senadora enumera pontos de seu programa de governo que pedirá que sejam assumidos na candidatura de Aécio

7 out 2014 08h40
| atualizado às 18h42
ver comentários
Publicidade
<p>Marina Silva deve confirmar apoio a Aécio Neves no segundo turno</p>
Marina Silva deve confirmar apoio a Aécio Neves no segundo turno
Foto: Thiago Bernardes / FramePhoto

Após ter ficado fora da disputa pela Presidência, Marina Silva (PSB) começou a negociar o formato do anúncio de seu apoio a Aécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições. A ex-senadora estuda a melhor maneira de apoiar o candidato tucano sem parecer incoerente com a posição de nova política que defendeu durante a campanha, segundo informações publicadas nesta terça-feira pelo jornal Folha de S.Paulo.

Além disso, Marina  enumera pontos de seu programa de governo que pedirá que sejam incorporados na candidatura de Aécio. De acordo com o jornal, entre os itens estão a reforma política, com o fim da reeleição, a educação em tempo integral e a sustentabilidade.

A ex-candidata se reuniu com os principais aliados no apartamento em que se hospeda em São Paulo ontem. Segundo a Folha, ela ouviu a opinião de todos e deixou claro que, caso não haja consenso entre o PSB e a Rede Sustentabilidade, seu grupo político, tomará uma decisão individual pró-Aécio. Uma das justificativas para a aliança com o tucano é o eventual apoio de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, a Aécio.

De acordo com a publicação, a Rede marcou reunião para a noite desta terça-feira para se comprometer com a aliança, mas deve liberar seus filiados para escolher entre Aécio e Dilma Rousseff (PT). O PSB se reunirá na quarta-feira para definir o futuro político do partido no segundo turno.

Guia do eleitor Guia do eleitor

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade