PUBLICIDADE

Henrique Meirelles doa R$ 20 mi para a própria campanha

Candidato admitiu bancar integralmente sua campanha após caciques do partido sinalizarem que não repassarão dinheiro do Fundo Eleitoral

22 ago 2018
11h21 atualizado às 11h52
0comentários
11h21 atualizado às 11h52
Publicidade

Quinto candidato mais rico do País nas eleições 2018, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) doou R$ 20 milhões para a própria campanha à Presidência da República. Prestação de contas feita pelo candidato ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que o valor foi repassado em uma única transferência eletrônica feita na última segunda-feira, 20.

Até esta quarta-feira, 22, a doação de Meirelles para a própria campanha é a maior envolvendo pessoas físicas registrada no TSE. Doações maiores foram feitas pelos próprios partidos a diretórios e candidatos com recursos públicos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

Quinto candidato mais rico do País nas eleições 2018, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) doou R$ 20 milhões para a própria campanha à Presidência da República
Quinto candidato mais rico do País nas eleições 2018, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) doou R$ 20 milhões para a própria campanha à Presidência da República
Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

Adversário de Meirelles na corrida ao Planalto, o tucano Geraldo Alckmin, por exemplo, já recebeu R$ 43,3 milhões do fundo especial do PSDB, que detém cota de R$ 185,8 milhões do total de R$ 1,7 bilhão destinado ao financiamento público de campanhas neste ano.

O MDB de Meirelles é o partido que detém a maior cota do fundo eleitoral (R$ 234,2 milhões), mas caciques da legenda já haviam sinalizado que não repassariam parte desse dinheiro para a campanha do ex-ministro da Fazenda do governo Michel Temer, que aparece com apenas 1% nas pesquisas de intenção de voto.

Ao registrar sua candidatura, Meirelles declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 377,4 milhões, o quinto maior entre todos os 28.125 candidatos do País que disputam mandatos eletivos nestas eleições. Do total, R$ 283 milhões em ações e R$ 58,8 milhões em fundos de investimentos.

Veja também:

Top Político: Pesquisas mostram que Lula mantém liderança, seguido por Bolsonaro:

 

Estadão
Publicidade
Publicidade