PUBLICIDADE
AO VIVO
Chico César faz show repleto de hits ao vivo no Terraiá, o São João do Terra

Em debate, Tarcício tenta desviar de pergunta feita por Haddad sobre adotar orçamento secreto em SP

Tarcísio de Freitas (Republicanos) relutou em responder questionamento de Fernando Haddad (PT)

11 out 2022 - 00h14
(atualizado às 00h43)
Compartilhar
Exibir comentários
Os candidatos ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Fernando Haddad (PT) participaram do primeiro debate do segundo turno das eleições 2022
Os candidatos ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Fernando Haddad (PT) participaram do primeiro debate do segundo turno das eleições 2022
Foto: Band

Durante o primeiro debate do segundo turno das eleições para o governo de São Paulo, o candidato do PT Fernando Haddad questionou se o adversário Tarcísio de Freitas (Republicanos) iria adotar o orçamento secreto no Estado, medida do governo Jair Bolsonaro (PL). 

"Eu quando era ministro definia meu orçamento ouvindo a sociedade. Não ouvia o relator", disse. "Você vai trazer o orçamento secreto para São Paulo?", perguntou Haddad, que criticou os sigilos impostos por Bolsonaro. 

O candidato do PT ainda ironizou ao dizer que, se a Amazônia continuar a ser desmatada, será impossível ter acesso a documentos com sigilo de cem anos. A fala foi mais uma crítica ao presidente, em uma tática adotada por ambos os candidatos de nacionalizar o debate

Tarcísio rebateu o petista afirmando que o orçamento foi definido pelo Congresso e que a proposta orçamentária do governo federal foi cumprida integralmente. Ele ainda argumentou que Haddad “está preso ao passado". O candidato bolsonarista também disse que irá a aumentar a competividade do Estado e que "vai fazer isso com o orçamento do Estado. Isso não tem nada a ver com o orçamento secreto, mas com gestão”.

Haddad disse que "fica feliz" de o oponente dizer que, se eleito, não trará o orçamento secreto para São Paulo. "Seria um descalabro, que é o que está acontecendo em Brasília", diz Haddad.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade