0

Com forte abstenção, Aécio ganha em Tóquio com 87%

A presidente reeleita pelo PT, Dilma Rousseff teve por sua vez, 13% na capital japonesa

27 out 2014
15h20
atualizado às 15h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>O candidato derrotado Aécio Neves chegou ao local da coletiva de imprensa ao lado de sua esposa, Letícia Weber</p>
O candidato derrotado Aécio Neves chegou ao local da coletiva de imprensa ao lado de sua esposa, Letícia Weber
Foto: Pedro Vilela / Reuters

O maior colégio eleitoral da Ásia com 7.642 eleitores, Tóquio, Japão, escolheu Aécio Neves (PSDB) como seu presidente com 87% dos votos, embora tenha perdido na eleição consolidada - soma dos votos dentro e fora do País. A presidente reeleita pelo PT, Dilma Rousseff teve por sua vez, 13% na capital japonesa.

A eleição presidencial brasileira em representações diplomáticas na Ásia foi a primeira do mundo a apurar seus votos ainda no domingo. No entanto, apenas na tarde desta segunda-feira os dados foram liberados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Chama a atenção que, embora o índice de abstenção manteve-se na média das outras cidades, entre 40 e 45%, ao todo, a capital japonesa teve 3.506 pessoas que deixaram de votar neste domingo. Compareceram às urnas brasileiras de Tóquio no 2º turno da eleição presidencial, 4.136 votantes.

<p>Com a vitória de Dilma, 36º presidente do Brasil, os petistas conseguiram emplacar um quarto mandado sob sua administração</p>
Com a vitória de Dilma, 36º presidente do Brasil, os petistas conseguiram emplacar um quarto mandado sob sua administração
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Em Hong Kong, com a ilha passando por protestos contra o atual governo por servir aos interesses da China continental, 40,28% - 87 eleitores de um total de 216 - deixaram de ir às urnas. Porém, os outros 59,72% que participaram também escolheram Aécio como presidente com 84,68% dos votos válidos, no lugar de Dilma que teve 15,32%.

Na capital da China, Pequim, a abstenção foi a mais alta, com 58% (99 pessoas). Novamente, o escolhido pelos brasileiros que residem na capital chinesa foi Aécio Neves, com 63,24%. Sua rival, Dilma Rousseff contou com 36,76% de apoio.

Em Xangai, maior cidade da China, a abstenção também foi alta, 57% deixaram de votar. Dos 503 brasileiros registrados na zona eleitoral sino-brasileira, 287 deixaram de votar.

O mais populoso munícipio chinês - com 14,25 milhões de pessoas, segundo dados do governo chinês -  teve Aécio Neves como vencedor, com uma margem de 82,94% dos votos válidos ante 17,06% de Dilma.

Cenário do 2º turno
A presidente da Republica, Dilma Rousseff foi reeleita na noite de 25 de outubro com 51,64%, o equivalente a 54,5 milhões de votos. Candidata pelo PT derrotou o seu concorrente, Aécio Neves, que obteve 48,36% dos votos, algo que corresponde a 48,36%.

Com a vitória de Dilma, 36º presidente do Brasil, os petistas conseguiram emplacar um quarto mandado sob sua administração. Já os tucanos, por sua vez, amargam 16 anos longe do Palácio do Planalto.

Veja como ficaram os resultados das Eleições 2014 nos Estados Veja como ficaram os resultados das Eleições 2014 nos Estados

Veja também:

GM e Transitar realizam ação de fiscalização na Rua Paraná
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade