PUBLICIDADE

Veja 7 curiosidades sobre o Carnaval no Brasil e no mundo

O Carnaval é a festa mais popular do Brasil e também é comemorado em outros lugares do mundo. Veja 7 curiosidades sobre o Carnaval no Brasil e no mundo.

12 fev 2024 - 14h04
(atualizado em 14/2/2024 às 14h40)
Compartilhar
Exibir comentários

O Carnaval é a festa mais popular do Brasil. Mais do que um feriado, é um período muito esperado pelos brasileiros. Mas, alguns países do mundo também celebram o Carnaval de formas diferentes e até inusitadas. 

7 curiosidades Carnaval Brasil e mundo
7 curiosidades Carnaval Brasil e mundo
Foto: Brasil Escola

Em grande de parte do Brasil, os foliões, como são conhecidos os que gostam de aproveitar o Carnaval, participam da festa ao máximo. Alguns eventos, inclusive, têm características próprias da região, como, por exemplo, no Norte. Outros, como os blocos de rua, contam com participação recorde, atraindo multidões.

Vários outros lugares do mundo também comemoram o Carnaval Um dos exemplos mais famosos é em Veneza, na Itália. Mas, a festa na França e na índia também chamam a atenção.

7 curiosidades sobre o Carnaval no Brasil e no mundo

1) Festas conforme a cultura

Várias festas de Carnaval do Brasil são famosas por ter caráter cultural da região. O Carnaval do Norte é um dos mais conhecidos por esse aspecto.

O Carnaboi, por exemplo, é uma festa criada nos anos 2000 e que é realizada em Manaus (AM). O evento mistura o estilo da tradicional festa boi-bumbá com os ritmos carnavalescos, como samba e axé.

2) Blocos que atraem multidões

Alguns blocos de rua do Carnaval no Brasil chegam a atrair multidões. Os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo e a região Nordeste são os destinos mais procurados.

O bloco de rua Galo da Madrugada, em Pernambuco é o principal bloco de rua do estado e um dos mais famosos do país. O bloco arrasta milhares de foliões, sendo um dos maiores do mundo.

Outros exemplo são os blocos em circuitos de praias em Salvador: o Carnaval da capital baiana é lembrado pelos seus circuitos nas principais praias da cidade, realizados por blocos de rua fechados e blocos de rua gratuitos, como o bloco Furdunço.

3) Bonecos gigantes

Os Bonecos de Olinda são um destaque à parte no Carnaval de Pernambuco e até do Brasil. Os bonecos chegam a medir quatro metros de altura e pesar 50 kg. Representando personalidades da televisão e do esporte, como Pelé, Freddie Mercury e até a rainha Elizabeth II, os bonecos gigantes de Olinda fazem parte da cultura brasileira do Carnaval.

4) Grandiosidade das escolas de samba

As escolas de samba do Brasil, especialmente as do Rio de Janeiro, são as principais responsáveis por atrair os holofotes do mundo inteiro nesta epoca do ano.

Os desfiles são mais luxuosos a cada ano e os e enredos envolvem temas históricos e culturais. As rainhas de bateria e as alegorias e adereços dão um show à parte.

5) Carnaval com máscaras na Itália

Desde 1662, as ruas da cidade italiana de Veneza são tomadas por máscaras em um dos mais famosos carnavais da Europa. A festa voltou a ocorrer em 1980, após anos sem ser realizada. A tradição acontece a céu aberto na Praça São Marcos, onde é erguido um grande palco que conta com apresentações artísticas. Outras pequenas manifestações acontecem em outros locais da cidade.

Um dos diferenciais da tradição são os mascarados, que ocupam diferentes pontos da Praça São Marcos, conforme mencionam Marani e Lara em uma pesquisa sobre a relação entre corpo e máscara na tradição italiana. Em suas travessias pelo espaço, os mascarados aproveitam para expor seus trajes e máscaras, chamando a atenção de quem acompanha a festa

6) Carnaval na Índia é em setembro 

Durante setembro ocorre na Índia o Festival Ganesh Chaturthi. Nessa festa, as pessoas devotam um dos deuses mais populares do país, Ganesh, caracterizado por ter um corpo de homem e cabeça de elefante.

Milhares de pessoas saem para as ruas fazendo batucadas em um movimento de folia e adoração a Ganesh. Uma das marcas é a tolerância e convivência entre membros de diferentes religiões, como hindus, católicos, jainistas, muçulmanos e parsis.

Com semelhanças ao Carnaval das cidades brasileiras de Olinda (PE) e Salvador (BA), a festa indiana tem duração de 10 dias. Durante os desfiles, moradores oferecem flores, arroz, cocos, doces, frutas e perfumes aos foliões. Outra característica é o lançamento de tintas nos corpos dos participantes.

7) Batalhas de flores no Carnaval da França 

No sudeste francês, em Nice, com duração de 18 dias, o Carnaval da cidade chama a atenção dos franceses e de turistas que celebram a festa que remonta ao século XIII.

Batalhas de flores, carros enfeitados, bonecos de papelão, lâmpadas multicoloridas, máscaras fazem parte da festividade. O Rei do Carnaval, boneco produzido com papel, é queimado na madrugada da Terça-feira de Carnaval para a Quarta-feira de Cinzas em meio a fogos de artifício.

Por Silvia Tancredi

Jornalista 

Brasil Escola
Compartilhar
Publicidade
Publicidade