Sisutec oferece 239,7 mil vagas gratuitas; inscrições começam amanhã

Não haverá cobrança de taxa para inscrição no Sisu de cursos técnicos, exclusivo para candidatos que realizaram o Enem em 2012

5 ago 2013
13h28
atualizado às 14h14
  • separator
  • 0
  • comentários

O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta segunda-feira um programa destinado a ampliar o número de vagas em cursos técnicos e profissionalizantes no Brasil. O Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec) disponibilizará 239.792 vagas gratuitas em 586 institutos federais de educação, ciência e tecnologia. A maior parte das vagas será oferecida por instituições privadas. Os candidatos interessados devem fazer a inscrição exclusivamente por meio do site do Sisutec entre os dias 6 e 12 de agosto. O edital foi publicado hoje no Diário Oficial da União.

<p>Aloizio Mercadante apresentou o Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec) em coletiva</p>
Aloizio Mercadante apresentou o Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec) em coletiva
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Podem se inscrever no Sisutec estudantes que participaram da edição de 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que obtiveram nota acima de zero na prova de redação. As vagas serão ocupadas, priotariamente, por estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas, na condição de bolsista integral. As aulas dos aprovados terão início entre os dias 22 de agosto e 21 de outubro de 2013.

Sisutec
Estado Total de vagas
São Paulo 76.662
Pernambuco 40.700
Minas Gerais 27.947
Paraná 17.517
Distrito Federal 8.238
Mato Grosso do Sul 7.847
Bahia 7.760
Santa Catarina 6.247
Ceará 6.247
Mato Grosso 6.005
Rio Grande do Sul 4.844
Sergipe 3.954
Espírito Santo 3.618
Goiânia 3.245
Rio de Janeiro 2.841
Pará 2.835
Piauí 2.772
Rio Grande do Norte 2.620
Paraíba 2.315
Alagoas 1.875
Amapá 1.405
Acre 820
Tocantins 520
Roraima 490
Rondônia 430
Amazonas 160 

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse em coletiva de imprensa nesta manhã que a oferta de ensino técnico profissionalizante é uma alternativa para os estudantes que ainda não ingressaram no ensino superior e para quem já está no mercado de trabalho e quer se especializar. "Quem já está no mercado de trabalho sabe que se fizer o curso cresce mais rápido, melhora os salários e a carreira. Outros que querem entrar no mercado de trabalho têm uma excelente opção."

O estudante poderá se inscrever no processo seletivo em até duas opções de vaga. Entre os principais cursos ofertados estão o de técnico em informática (23,2 mil vagas), em enfermagem (14,2 mil), logística (13,6 mil), segurança do trabalho (13,3 mil) e redes de computadores (11,4 mil). As vagas se concentram principalmente em São Paulo (76,6 mil), Pernambuco (40 mil), Minas Gerais (27,9 mil) e Paraná (17,5 mil).

Distribuição das vagas
Segundo o MEC, 85% das vagas serão destinadas aos estudantes que, independentemente de renda per capita familiar, tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas como bolsista integral. Nas instituições da rede federal, metade das vagas serão reservadas aos estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, per capita, que tenham cursado o ensino médio completo em escolas públicas ou em instituições privadas, com bolsa integral.

A divulgação dos resultados em primeira chamada está prevista para o dia 14 de agosto, com matrículas nos dois dias seguintes. A segunda chamada deve ser divulgada em 19 de agosto, com matrículas no dia 20. Caso o total de 239,7 mil vagas não seja preenchido, as vagas remanescentes poderão ser ocupadas por estudantes com ensino médio completo que não tenham realizado o Enem.

O Sisutec é uma modalidade do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado em 2011 com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.

Infográfico: Enem ou vestibular?

Saiba como é o processo de seleção nas principais universidades públicas brasileiras

Infográfico: Ranking Enem

Veja quais são e onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade