PUBLICIDADE

Fábio Assunção e Chris Flores recepcionam novos alunos de faculdade

Colegas de faculdade, ator estuda Ciências Sociais e a jornalista História

29 fev 2024 - 18h47
(atualizado às 19h23)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Fábio Assunção e Chris Flores se reuniram para participar de uma Roda de Conversa na PUC-SP com o tema '60 Anos de Resistência Democrática'. Debateu-se o papel da Arte e a manutenção da Democracia, de forma informal e respeitosa.
Fábio Assunção e Chris Flores recepcionam novos alunos da faculdade
Fábio Assunção e Chris Flores recepcionam novos alunos da faculdade
Foto: Reprodução/Instagram

Além da fama, Fábio Assunção e Chris Flores compartilham também uma nova profissão: estudante. Os dois participaram de uma Roda de Conversa como parte do terceiro dia de recepção dos novos alunos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Além de convidados, os são colegas na instituição, sendo Fábio, estudante do curso de Ciências Sociais e a jornalista, aluna de História. 

O momento aconteceu na quarta-feira, 28, e teve como tema "60 anos de resistências democráticas na PUC-SP". Nas redes sociais, o ator compartilhou alguns momentos do encontro e disse que foi uma manhã que "vai deixar saudades".

"Cheguei e olhei aquele teatro de arena, o Tucarena, um lugar sagrado que já recebeu dezenas e dezenas de montagens e palco onde realizei minha primeira direção em teatro. Na plateia, quase 400 pessoas - calouros de vários cursos, ilustres professores, mestres e doutores, amigos. A galera tinha entre 17 e 85 anos de idade. Lindo", escreveu ele. 

Colegas de faculdade, ator estuda Ciências Sociais e a jornalista História
Colegas de faculdade, ator estuda Ciências Sociais e a jornalista História
Foto: Reprodução/Instagram

Juntos, os artistas abordaram o papel da Arte no progresso, na identidade de uma nação e na manutenção da Democracia. De acordo com Fábio Assunção, foi uma conversa divertida e informal.

Chris Flores também comentou o momento e relembrou a decisão de voltar para as salas de aula.

"Eu e meu querido colega Fábio fizemos uma opção um tanto quanto corajosa: voltar a estudar na maturidade. Uma das melhores escolhas da minha vida", disse. "Falamos sério, demos risadas, trocamos experiências, debatemos ideias, tudo com respeito e liberdade de expressão, como deve ser numa verdadeira democracia".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade