PUBLICIDADE

Candidato flagrado com faca em escola de Minas é detido e eliminado do Enem 2023

Caso ocorreu na Escola Dom Bosco, em Poços de Caldas, Sul do Estado

5 nov 2023 - 22h19
(atualizado em 7/11/2023 às 13h38)
Compartilhar
Exibir comentários
Enem voltar a abordar a ditadura militar após 3 anos
Enem voltar a abordar a ditadura militar após 3 anos
Foto: Marcela Coelho/Terra

Um candidato de 32 anos foi detido ao ser flagrado com uma faca na Escola Dom Bosco, em Poços de Caldas, Sul de Minas Gerais, neste domingo, 5, durante a realização do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023. Ele foi eliminado do exame, que é usado como a porta de entrada para o ensino superior. 

Ao Terra, a Polícia Militar informou que o objeto foi identificado quando o estudante pediu para ir ao banheiro. Ao ser orientado pela fiscal que teria que passar pelo detector de metais antes de deixar a sala, o rapaz informou que portava uma faca na cintura e voluntariamente a entregou para os seguranças.

De acordo com a corporação, a organização do Enem acionou a Polícia Militar, que registrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime de menor potencial ofensivo e liberou o candidato. 

O rapaz alegou que era normal ele andar com o objeto. Ainda assim a organização decidiu eliminá-lo automaticamente do Enem.  

À reportagem, a Polícia Civil de Minas Gerais enviou nota informando que o homem assumiu o compromisso de comparecer à audiência a ser agendada pelo Juizado Especial Criminal do município.

Em coletiva de imprensa realizada neste domingo, 5, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio (Inep) --órgão responsável pela organização do Enem-- foi questionado sobre a ocorrência, mas disse desconhecer o caso.

4.293 candidatos eliminados

Entre os 3,9 milhões de inscritos, 4.293 foram eliminados durante o primeiro dia de provas do Enem 2023 por portar equipamentos eletrônicos, ausenta-se antes do horário mínimo permitido (15h30), utilizar impressos ou não atender as orientações dos fiscais, segundo dados preliminares do Ministério da Educação.

Outros 905 estudantes foram afetados por problemas logísticos que incluem emergências médicas, interrupções temporárias de emergência elétrica e problemas de abastecimento de água. Nestes casos, é permitido solicitar a reaplicação dos exames.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade