PUBLICIDADE

3 palavras da Língua Portuguesa que geram dúvidas ao escrever

Confira conceitos e dicas para não cometer mais erros ao redigir um texto

29 nov 2023 - 16h31
Compartilhar
Exibir comentários

Algumas palavras da Língua Portuguesa costumam gerar bastante dúvida na hora de escrevê-las. Apesar de terem o mesmo som, a escrita e o sentido podem ser diferentes em uma frase. Por isso, entender algumas regras e, até mesmo, decorar alguns truques são ações que podem ajudar bastante no momento de escrever uma redação ou responder a um exercício. Veja!

Algumas palavras podem gerar dúvidas na hora da escrita
Algumas palavras podem gerar dúvidas na hora da escrita
Foto: Roman Samborskyi | Shutterstock / Portal EdiCase

1. Mau ou mal?

Para não errar mais na escrita, substitua pelos antônimos:  

  • Mau - Bom 

Exemplos: ele é um mau (bom) pai / tem medo de lobo mau (bom).  

  • Mal - Bem  

Exemplos: ele está trabalhando mal (bem) / a criança ficou com um mal-estar (bem-estar).  

Aplicar alguns truques ao escrever evita erros na escrita
Aplicar alguns truques ao escrever evita erros na escrita
Foto: Prostock-Studio | Shutterstock / Portal EdiCase

2. Porque, porquê, por quê ou por que?

  • Porque: usado para causas e explicações. Pode ser substituído por pois.

Exemplos: dormi, porque (pois) estava cansado / você o ama, porque (pois) ele tem bom coração. 

  • Porquê: substantivo usado como sinônimo de motivo/razão, sempre precedido pelo artigo o.

Exemplos: revelou o porquê do seu gesto / não sei o porquê de sua atitude tão grosseira. 

  • Por quê: usado antes de sinal de pontuação.

Exemplos: não veio nem disse por quê? / já disse que não sei por quê! 

  • Por que: usado no início de frases interrogativas, podendo ser substituído por por que motivo, por qual, pelo qual, pela qual.

Exemplos: por que (motivo) você não veio? / sabemos a razão por que (pela qual) ela se foi. 

3. Mais, mas ou más? 

  • Mais: é o contrário de menos.

Exemplos: hoje estou mais (menos) satisfeito que ontem / compareceram mais (menos) pessoas que o esperado. 

  • Mas: é usado no lugar de porém, contudo, todavia, entretanto.

Exemplos: estudou, mas (porém) foi reprovado / não foram convidados, mas (entretanto) vieram à festa. 

  • Más: adjetivo contrário a boas.

Exemplos: não eram más (boas) ideias / estavam com más (boas) intenções. 

Por Tao Consult

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade