PUBLICIDADE

Reorganização: decreto que transfere professores é publicado

1 dez 2015 09h52
ver comentários
Publicidade

O governo de São Paulo publicou nesta terça-feira (1º) o decreto que autoriza a transferência de professores para a implementação da reorganização escolar, que fechará 93 unidades de ensino em todo o estado e afetará 311 mil alunos. O objetivo é separar as escolas por ciclos, entre os anos iniciais e finais do ensino fundamental e médio.

Alunos vêm protestando todos os dias - e em número cada vez maior - contra a reorganização escolar proposta pelo governo de São Paulo
Alunos vêm protestando todos os dias - e em número cada vez maior - contra a reorganização escolar proposta pelo governo de São Paulo
Foto: Renato S. Cerqueira / Futura Press

Siga Terra Educação no Twitter

Siga Terra Notícias no Twitter

O decreto indica que as transferências ocorrem “nos casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender um ou mais segmentos ou quando passarem a atender novos segmentos”. Contrários às mudanças, estudantes continuam ocupando escolas. São 205 unidades ocupadas, segundo estimativa do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). A Secretaria Estadual da Educação calcula, pelo último balanço divulgado nesta segunda-feira (30), que são 194 escolas.

Segundo a Apeoesp, os estudantes que participam das ocupações vêm sendo alvos de ataques de grupos desconhecidos. Nesta segunda-feira (30), às 18h, na cidade de Osasco, um grupo entrou na Escola Coronel Antônio Paiva de Sampaio, furtou televisores e depredou salas de aula, de acordo com a Polícia Militar (PM). O caso foi registrado no 1º Distrito Policial do município.

Na zona leste, houve conflito entre alunos que estariam do lado de fora da Escola República do Suriname, reivindicando aula, e estudantes que ocupam o local, informou a PM, que foi acionada. A assessoria de imprensa da Apeoesp conta que a diretora foi à escola com a intenção de desocupá-la, mesmo com a decisão do Tribunal de Justiça que negou reintegrações de posse de unidades da capital.

Estudantes que reivindicam a suspensão da reorganização escolar fizeram manifestação nesta terça-feira (1º) na zona sul de São Paulo, próximo à Ponte João Dias, na Avenida João Dias. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, o grupo ocupou duas faixas, no sentido centro.

Os manifestantes também prejudicaram o trânsito da cidade no dia anterior ao bloquear o cruzamento entre as avenidas Rebouças e Brigadeiro Faria Lima, na zona oeste. 

Agência Brasil Agência Brasil
Publicidade
Publicidade