PUBLICIDADE

Salário de executivo em banco cai 50%, mas ainda fica em R$ 480 mil; veja maiores altas e baixas

Tecnologia, advocacia e saúde lideraram os setores com o maior aumento salarial em 2023, enquanto a área de bancos teve a maior queda, segundo estudo da consultoria Michael Page

8 dez 2023 - 09h41
(atualizado às 10h54)
Compartilhar
Exibir comentários

Qual cargo teve o maior aumento salarial no Brasil neste ano em comparação com 2022? Qual foi o que mais caiu? De acordo com pesquisa anual conduzida pela consultoria Michael Page abrangendo cargos de diferentes níveis hierárquicos, de analista a liderança, o cargo que teve a maior variação média positiva foi o de especialista RPA júnior (automação robótica de processos), registrando um crescimento de 87% em comparação ao ano anterior, atingindo a marca de R$ 15 mil mensais.

Por outro lado, a maior redução salarial foi observada no cargo de equity associate (associado para análise de investimento), sofrendo uma queda expressiva de 47,6%. Mesmo com essa diminuição, o salário para essa posição permanece substancial, mantendo-se em R$ 481 mil. O profissional é responsável por monitorar o desempenho financeiro das empresas no portfólio e indicar investimentos de grande valor.

O relatório aponta para uma diminuição generalizada nas remunerações das instituições financeiras, abrangendo diversas áreas, como gestão, investimentos e criptomoedas. Essa queda, explica o diretor-executivo da Michael Page, Lucas Oggiam, está intrinsecamente ligada a um aspecto mercadológico significativo.

No último ano, a maioria das instituições comunicou a ausência de bônus excepcionais, ao contrário do que era prática em anos anteriores, exercendo uma influência direta em um setor no qual a bonificação tradicionalmente representa uma fatia grande da remuneração total.

Oggiam também destaca que o mercado como um todo esteve estagnado este ano, especialmente no que diz respeito a fusões e aquisições, investimentos futuros e incentivos de longo prazo. Outro ponto relevante, segundo o diretor-executivo, é a falta de necessidade por parte das empresas em alterar as políticas de remuneração para atrair talentos qualificados. Além disso, não houve um aumento excepcional na demanda que justificasse uma elevação nas remunerações variáveis.

O diretor afirma que, na maioria dos setores, os salários têm se mantido estáveis, exceto em alguns cargos específicos."As empresas não estão abrindo o bolso de graça", explica o diretor.

Segundo ele, é possível observar que as empresas estão cada vez mais cautelosas em passar por um processo de incremento salarial ou aumentos de bonificações. "O investimento está naquelas pessoas que oferecem uma capacidade de geração inteiramente excepcional e que representam um incremento para o avanço da empresa."

A pesquisa da Michael Page coletou dados salariais de profissionais por meio de entrevistas e informações fornecidas pelas empresas em 15 setores. As faixas salariais representam a média nacional, variando até R$ 2 mil, em salário bruto mensal, em grandes empresas com receita acima de R$ 300 milhões por ano.

Não incluem remuneração variável, stock options (opções de ações, em que o executivo recebe ações como parte do salário e se torna sócio da empresa)e outros benefícios. Em instituições financeiras, o montante mencionado engloba a remuneração total, incluindo bônus vinculados ao desempenho.

Confira os salários que mais subiram e caíram em 2023:

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade