PUBLICIDADE

5 conselhos que CEOs gostariam de ter recebido no início de carreira

Executivos revelam dicas que consideram fundamentais para quem está começando a vida profissional

15 jun 2024 - 06h11
(atualizado em 17/6/2024 às 11h05)
Compartilhar
Exibir comentários

O aprendizado é uma constante ao longo da trajetória profissional, mas vem acompanhado de incertezas. Para os jovens no começo da carreira, é comum que surjam dúvidas se estão no caminho certo e como podem se destacar diante de lideranças. Mas como superar esses desafios?

O Estadão ouviu cinco CEOs que contaram os conselhos que gostariam de ter recebido no início de suas carreiras. Leia a seguir.

Adriana Barbosa, CEO da PretaHub, organização que capacita e desenvolve empreendedores pretos

Adriana Barbosa, CEO da PretaHub.
Adriana Barbosa, CEO da PretaHub.
Foto: Taba Benedicto/Estadão / Estadão

Tenha coragem para experimentar e errar

Tive poucos chefes, mas um conselho importante é: vá com calma e tenha coragem para experimentar sem ter medo de errar. Quando você assume o papel de liderança, fica em uma posição em que é esperado ter sucesso e acertar, mas não há abertura para você experimentar e estar sujeito ao erro. E o erro também é um lugar de construção.

Tanto que hoje, enquanto liderança, sobretudo para aqueles mais jovens, eu sempre falo: 'Erre, prefiro que você erre comigo aqui, do que errar lá fora e ser reprimido porque errou. Assim, nós vamos aprender juntos'.

Lucas Vargas, CEO da fintech Nomad

Lucas Vargas, CEO da Nomad.
Lucas Vargas, CEO da Nomad.
Foto: Mariana Pekin/Divulgação / Estadão

Entregue mais do que apenas o básico

Entregar só o que lhe pedem significa, por vezes, frustrar as expectativas dos seus gestores. Porque, na maioria das vezes, existe um desafio em comunicar tudo o que esperamos das pessoas que trabalham conosco; e o que nós esperamos, de fato, é que as pessoas nos surpreendam.

Com o tempo, entendemos que entregar acima das expectativas deveria ser a regra. Se você fizer isso, é bem provável que colha mais frutos. Acredito que entregar mais é uma forma de estar pronto para o momento de assumir novas responsabilidades.

Ana Bógus, CEO da Nivea no Brasil

Ana Bógus, CEO da Nivea.
Ana Bógus, CEO da Nivea.
Foto: Douglas Eiji Matsunaga/Divulgação / Estadão

Entenda que o sucesso é mais do que promoções

Fez uma grande diferença na minha vida ter chefes que apostaram em mim. Mas, depois de tudo o que eu vivi, vejo que o sucesso profissional vem de uma coleção de experiências, e não de promoções. Quando somos mais jovens, achamos que vem de uma coleção de promoções, e não de experiências.

Isso é um aprendizado meu; nunca ninguém me falou, mas, ao longo da minha jornada e do meu amadurecimento, eu fui entendendo isso. Fui ganhando mais espaço no mundo profissional conforme fui somando experiências na minha coleção, e não promoções.

Tatiana Pimenta, CEO da Vittude, startup especialista em atendimento de saúde mental para empresas

Tatiana Pimenta, CEO da Vittude.
Tatiana Pimenta, CEO da Vittude.
Foto: Juliana Frug/Divulgação / Estadão

Seja flexível e proativo

Informe para os líderes e o RH da empresa sobre o seu interesse, porque isso significa ter flexibilidade e disposição para assumir novos desafios, mesmo que eles estejam fora da sua zona de conforto ou não sejam parte do seu plano de carreira inicial. Isso pode incluir mudanças de função, mudanças de cidade - eu morei em São Paulo, Rio de Janeiro, Santos e Salvador, nos primeiros 4 ou 5 anos de carreira -, realocações ou assumir projetos que requerem novas habilidades.

Tentar ocupar espaços dentro de uma organização é uma maneira proativa de moldar sua carreira. Isso envolve identificar áreas dentro da empresa onde você pode contribuir de forma mais eficaz ou onde há uma necessidade crítica que combine com suas habilidades e aspirações.

Profissionais que adotam essa abordagem tendem a ser percebidos como mais engajados e comprometidos, o que frequentemente leva a promoções mais rápidas e a um maior reconhecimento dentro da empresa. Ao se exporem a novos desafios, os profissionais aceleram seu aprendizado e adaptação, habilidades essenciais em um mercado de trabalho cada vez mais dinâmico e competitivo.

Pedro Conrade, CEO do Neon, fintech de conta digital

Pedro Conrade, CEO do Neon.
Pedro Conrade, CEO do Neon.
Foto: Daniel Teixeira/Estadão / Estadão

Esteja próximo de pessoas qualificadas

Dedique parte da sua energia a garantir que está ao redor das pessoas mais qualificadas e inspiradoras de seu círculo profissional. Quanto mais focado em trabalhar com profissionais brilhantes, mais alto será o seu teto de conquistas, pois, ao colaborar e aprender com eles, você expande seus horizontes e se desafia a alcançar novos patamares de excelência.

Paralelamente, participe de cursos, workshops, grupos de estudos ou até mesmo estabeleça parcerias de trabalho com pessoas que possuam habilidades complementares às suas. Essa diversidade de pensamentos e experiências impulsiona o seu crescimento.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade