PUBLICIDADE

7 documentários para entender as diversas realidades brasileiras

Os filmes tratam de temáticas que vão de insegurança alimentar à luta por moradia

8 jun 2022 17h09
ver comentários
Publicidade

A história dos documentários é tão antiga quanto a do próprio cinema: o primeiro filme a ser exibido na história, A Chegada do Trem na Estação (1896), documentava um acontecimento.

Cena do filme Era o Hotel Cambridge, de Eliana Caffé
Cena do filme Era o Hotel Cambridge, de Eliana Caffé
Foto: Vitrine Filmes/Reprodução / Guia do Estudante

Esse gênero do audiovisual carrega um importante papel dentro da sociedade, que é o de relatar o mundo através de registros por imagens e sons, nos conectando com uma realidade, muitas vezes, distante da que vivemos.

Em um país de dimensões continentais como o Brasil, estar atento às diversas realidades é importante não apenas para reunir repertório para os vestibulares, mas também para ser um cidadão que entende e respeita as diferenças e vivências múltiplas existentes.

Por isso, listamos alguns documentários que retratam os muitos países que compõem o Brasil. Confira:

Ilha das Flores (1989)

-
-
Foto: Casa de Cinema de Porto Alegre/Reprodução / Guia do Estudante

Se você é estudante e ainda não viu esse documentário em alguma aula de história, geografia ou sociologia, com certeza ainda vai esbarrar com ele. O filme do diretor Jorge Furtado faz uma crítica à desigualdade social e insegurança alimentar causada pelo capitalismo, e explica conceitos complexos utilizando exemplos práticos, como o percurso de um único tomate até chegar na Ilha das Flores, local no sul do Brasil que servia como depósito de lixo.

Por meio de uma crescente narrativa, o documentário expõe a realidade de muitos brasileiros que vivem em situação de pobreza alimentar, e que buscam como podem os alimentos que necessitam para a sobrevivência.

Disponível no Vimeo.

Cabra Marcado para Morrer (1984)

Eleito o melhor documentário brasileiro de todos os tempos, a gravação de "Cabra Marcado para Morrer" foi iniciada nos anos 60, e conta a história de João Pedro Teixeira, um líder camponês da Paraíba que é assassinado a mando de latifundiários da região. A história da vida de João estava sendo contada pelos próprios camponeses de sua comunidades, mas as gravações foram interrompidas pela ditadura militar, instaurada em 1964.

Em 1981, dezessete anos depois do início das filmagens, o diretor do filme, Eduardo Coutinho, retorna à região e retoma as gravações junto dos participantes, inclusive com Elizabeth Teixeira, viúva de João, que viveu escondida por todo o período.

O documentário, apesar de ambientado em duas décadas um pouco distantes dos tempos atuais, ainda possui um retrato contemporâneo de uma típica realidade brasileira: a luta incessante de comunidades brasileiras por direitos civis, contra o uso ilegal de suas terras, e contra a violência que se abate sobre quem enfrenta os grandes latifundiários.

Documentário completo disponível no Globoplay.

Notícias de Uma Guerra Particular (1999)

NOTICIAS DE UMA GUERRA PARTICULAR | KATIA LUND from katia Lund on Vimeo.

Situado na favela de Santa Marta, no Rio de Janeiro, este filme fala sobre o tráfico de drogas, trazendo depoimentos coletados durante dois anos de moradores, traficantes e policias em meio a uma verdadeira guerra - não civil, mas sim uma guerra particular, como é chamada pelo longa. O documentário faz uma conexão entre todas as falas apresentadas, mostrando como todas as figuras relacionam-se, direta ou indiretamente, ao mundo do tráfico.

Este documentário, dirigido por João Moreira Salles e Kátia Lund, expõe a ineficiência de políticas públicas na chamada guerra às drogas e faz críticas contundentes ao tratamento que a polícia confere aos moradores da favela.

Assista o documentário completo no Vimeo

Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar (2019)

O documentário do diretor Marcelo Gomes conta a história de Toritama, pequena cidade em Pernambuco de apenas 40 mil habitantes, considerada a capital nacional do jeans, onde mais de 20 milhões de peças são produzidas todos os anos.

O longa denuncia a rotina exaustiva pela qual passam os moradores da cidade que trabalham mais de doze horas por dia para pagar as contas e juntar dinheiro para irem à praia quando chega a temporada de Carnaval - sem perceberem, no final das contas, que estão sendo escravizadas por si mesmos.

Disponível na Netflix.

Bixa Travesty (2019)

Neste documentário você vai conhecer a  história da cantora Linn da Quebrada e um pouco do cenário musical trans e travesti da maior cidade América Latina, São Paulo. O filme, dirigido por Claudia Priscilla e Kiko Goifman, mostra as dicotomias e semelhanças entre a vida privada e pública da cantora e seu enfrentamento aos preconceitos cotidianamente.

A discussão proposta pelo filme, que conta com a participação de outras artistas transsexuais e travestis, gira em torno do ato político destes corpos e do discurso pela quebra de estereótipos.

O filme saiu premiado em mais de uma dezena de festivais de cinema, entre eles o Festival Internacional de Berlim, onde venceu o Teddy Award de melhor documentário LGBT.

Disponível no Globoplay.

A Última Floresta (2021)

Poético, o documentário "A Última Floresta" narra a história do xamã Davi Kopenawa Yanomami e sua luta para manter vivas as tradições e cultura de seu povo, que giram em torno dos espíritos que habitam as florestas. 

Aqui é possível enxergar mais de perto, e com muita delicadeza, a batalha indígena contra as invasões do garimpo a terras demarcadas e isoladas na Amazônia. O filme ainda retrata a complexidade dessa luta, atravessada pelo encatamento de alguns jovens indígenas frente aos bens levados pelos brancos.

Em uma das cenas mais emblemáticas do documentário, o xamã Davi Kopenawa Yanomami  afirma: "As mercadorias deles podem enfeitiçar a gente. Eles parecem bons. Querem ajudar. Mas quando você fica sozinho, ninguém se importa com você, e você passa fome. Tem fome e não tem o que caçar. Não te dão um lugar para dormir. Somente na nossa floresta você pode dormir em paz". O documentário é dirigido por Luiz Bolognesi.

Documentário disponível na Netflix.

Era o Hotel Cambridge (2016)

O último filme da lista relata a história de refugiados recém-chegados ao Brasil que dividem um edifício abandonado com sem-tetos, no centro da cidade de São Paulo. O documentário expõe as histórias dos que habitam o prédio do antigo Hotel Cambridge, e como cada um deles lida com a iminência do despejo, a falta de moradia e com os perigos e consequências da vida nas ruas.

"Era o Hotel Cambridge", dirigido por Eliane Caffé, é um filme urgente para discutir os problemas de habitação urbana e insegurança residencial na cidade de São Paulo, além de lançar luz sobre o destrato com refugiados que vêm para o Brasil em busca de possibilidades.

Disponível no Mubi.

Guia do Estudante
Publicidade
Publicidade