0

Dessalinização será essencial para combater escassez de água em 2025

6 out 2017
11h31
  • separator
  • 0
  • comentários

A dessalinização da água do mar e da água salobra é uma atividade industrial que será de extrema importância para a população mundial num futuro não tão distante, e urge a necessidade de que governos e iniciativa privada unam forças para investirem e atuarem nesta questão séria. O alerta foi feito ontem (05/10), em palestra realizada no Congresso Abes Fenasan 2017 por Virgínia Sodré, executiva responsável pelo desenvolvimento de negócios da Acciona Agua no Brasil -divisão responsável por serviços de gestão hídrica da ACCIONA, grupo global de origem espanhola e líder em promoção, desenvolvimento e gestão de infraestruturas, água, serviços e energia renovável.

Foto: DINO

A demanda por água potável no mundo cresce sem parar à medida que a população mundial também aumenta. Em 1950, quando o mundo comportava 2,5 bilhões de pessoas, o consumo era de 1.400 km³ por ano. Em 2010, com quase 7 bilhões de habitantes, o planeta já exigia 4.250 Km³ por ano, sendo que boa parte desta necessidade já provinha de águas renováveis, ou água de reuso, sendo apenas 0,7% dessalinizada. Já em 2025, dentro de apenas 7,5 anos, com uma população estimada em 8,1 bilhão de habitantes, o mundo precisará de 5.200 km³ por ano, com uma matriz renovável que, no máximo, entregará 4.600 km³ por ano, se novos investimentos neste setor não forem realizados no curto prazo, especialmente, o aumento de projetos de dessalinização da água do mar.

"A dessalinização deixará de ser considerada um ativo caro, para se tornar algo extremamente necessário, como forma de aumentar a segurança mundial em relação à garantia de água potável para a população no futuro", disse Virgínia, durante a palestra. Para ela, a solução para esta questão, além da melhoria na gestão de recursos hídricos, redução de consumo, conservação da água natural, redução de perdas e melhoria das práticas industriais e agrícolas, deverá passar também por projetos de dessalinização da água do mar e reuso de água residual.

O Brasil, apesar de ainda ser um dos poucos países do mundo com certa abundância de reservas de água potável, também não passará incólume. Cerca de 70,8% do PIB Industrial do Brasil e 71,56% da população brasileira vivem com apenas 9,3% do recurso de água doce do País. Grande parte do recurso se encontra no Norte do Brasil (68,5%), local com apenas 6,98% dos habitantes brasileiros. Já regiões como o Nordeste e Sudeste, que concentram 28,9% e 42,6% da população brasileira, têm apenas 3,3% e 6,0% de recurso de água doce, respectivamente. A tendência é que grandes capitais destas regiões demandem soluções, como a dessalinização, já no curto prazo.

ACCIONA - Melhor empresa de dessalinização do Mundo
Na palestra, Virgínia também abordou a expertise da ACCIONA em projetos de dessalinização em países como Espanha e Austrália. Nomeada, em 2016, pela revista Global Water Intelligence, como a melhor empresa de dessalinização do mundo, a ACCIONA foi pioneira no desenvolvimento da técnica de osmose inversa para plantas de dessalinização da água do mar e água salobra. A empresa está apta a atuar em todas as fases do projeto de construção de uma planta de dessalinização, seja para municípios ou indústrias privadas, desde o design, construção e instalação, até a operação e manutenção da estação.

Em todo o mundo, a ACCIONA possui mais de 75 estações de dessalinização, em países como a Espanha, Austrália, Itália, Reino Unido, EUA, Qatar e Arábia Saudita, que servem como referência para o setor, com uma capacidade combinada de 2,7 milhões de m³ de água tratada por dia, abastecendo mais de 13,4 milhões de pessoas. Muitas das inovações tecnológicas incluídas nestes projetos foram desenvolvidas e implementadas pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento da ACCIONA.

Sobre a ACCIONA
A ACCIONA é um grupo líder em soluções sustentáveis de infraestruturas e projetos de energias renováveis em todo o mundo. Sua oferta abrange toda a cadeia de valor do projeto, construção, operação e manutenção. A empresa, que alcançou 5,977 bilhões de euros em resultados de vendas em 2016, está presente em mais de 40 países, nos quais desempenha suas atividades empresariais, pautada pelo compromisso de contribuir com o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua.
O objetivo da Acciona é liderar a transição a uma economia de baixo carbono, para isso adota em seus projetos critérios de qualidade e processos de inovação visando aperfeiçoar o uso eficiente dos recursos e o respeito ao entorno. www.acciona.com



Website: http://www.acciona.com

Veja também:

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade