5 eventos ao vivo

Com ótimas opções para o Dia das Mães a Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas será realizada de 2 a 11 de maio no Estacionamento do Mercado Central

15 abr 2019
17h54
  • separator
  • comentários

No período de 02 a 11 de maio - diariamente, das 9 às 20 horas, a Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas acontecerá no estacionamento superior do Mercado Central (Av. Augusto de Lima, 744 - Telefone: (31) 3274-9497 - Centro - BH).

Foto: DINO / DINO

Como na edição realizada ano passado em agosto, o estacionamento superior do Mercado Central foi adaptado e decorado para receber a Feira. Os ingressos custam R$5,00 e no site www.dynamicaeventos.com.br, o passaporte de entrada na feira pode ser impresso gratuitamente.

Esta é a 57a edição da Feira, que é realizada há vinte e três anos pela empresa jacutinguense Dynâmica Eventos, e reúne produtores das cidades mineiras de Jacutinga e Monte Sião. Além de oferecer qualidade de seus produtos, toda produção dos agasalhos da região é orientada por consultores e estilistas atentos às tendências do que vai estar na moda durante a estação.

Nos estandes estarão expostos e à venda as tendências da moda para o outono inverno 2019, predominando agasalhos de malha de tricô, calças, vestidos, coletes, cachecóis, casacos e sobrepostos.

Além de produtos das cidades mineiras, estarão à venda produtos do interior de São Paulo, e em menor escala da capital mineira. Nos estandes predominam peças em malhas de tricô em linha e lã, para os mais diversos estilos e gostos. Também estão à venda peças em malhas de algodão, modal, casacos de couro, moda íntima, cama/mesa, doces e acessórios.

As razões da Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas fazer tanto sucesso em BH são percebidas em vários aspectos: bons preços, grande variedade de modelos, qualidade das peças, compra direta do produtor e facilidade do crédito informal. Uma curiosidade da feira é que a grande maioria do público - cerca de 80% é composto por mulheres.

A produção do vestuário de malhas de tricô é a principal atividade de cidades do sul de Minas Gerais como Jacutinga e Monte Sião. Grande parte dos fabricantes é composta por microempresários que trabalham em família e revendem a maioria da produção para lojistas, turistas e 'sacoleiras' de várias regiões do país.

Para a coordenadora do Feira de Malhas e produtora de moda Dayhana Nicolette:
"A Feira de Malhas de Trico Sul de Minas tem um papel importante na economia do Sul de Minas Gerais, pois movimenta a cadeia produtiva da moda mineira, além de impulsionar negócios e oportunidades para o setor da região do estado.
Sobre as novidades do evento, esta é a 57ª edição, e os organizadores querem mostrar um pouco mais sobre o processo criativo e da produção do tricô exposto na Feira de Malhas.
Tricô não se resume em tecer, costurar e vender. São muitas as etapas na confecção das peças até serem apresentadas nas vitrines.
Queremos mostrar a importância que representa cada peça.
A tecnologia das maquinas e matéria prima permitem tecer uma malha de tricô cada vez mais exclusiva e desejada. Esta tecnologia de ponta trouxe para as fabricas de Jacutinga e Monte Sião a possibilidade de produzir um tricô em peças mais leves, diversificadas, cheias de detalhes e ou rendadas. Para o inverno 2019 junto de uma matéria prima mais elaborada com fios diferenciados, as peças estão confortáveis desde a textura ás modelagens.
Mas, o mais importante ressaltar nesta confecção é que apesar do avanço da tecnologia em máquinas e matéria prima, é indispensável as mãos humanas no processo todo. Da fabricação da matéria prima até a peça na prateleira da loja, estas mãos, temos certeza nunca serão substituídas por maquinas nenhuma.
Uma peça passa por pelo menos 10 pessoas para sua finalização, pois antes de entrar em produção, ela também passou pelo processo da criação. Antes de chegar na fábrica, foram realizados pesquisas e desenvolvimento da peça, onde estilistas e programadores alinharam modelagem, cor, padronagem (estampa) e o tipo de fio que será usado."

Tendências de moda Outono/Inverno 2019

Cores vibrantes e muitos elementos de origem animal foram aposta nas passarelas, num retorno aos anos 80. Oncinha, zebra e cobra dividem o pódio nas vitrines onde estão os animais print nas cores clássicas e ou combinadas com as vibrantes, estas, dão uma pegada mais moderninha no look.
Xadrez e listras juntas ou separadas. Quando juntas formam a dupla mais versátil do Inverno 2019.
Hoje com todas as informações de moda e estilo na palma de nossas mãos, a mulher tem ficado cada vez mais segura e autentica na forma de se vestir.



Website: http://www.dynamicaeventos.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade