0

Amiga ou vilã? Saiba os riscos de raspar a cabeça com aparelho de barbear descartável

A lâmina pode causar irritação e ressecamento da área capilar, relata Dr. Thiago Bianco, médico especialista em transplante capilar

10 out 2018
15h43
  • separator
  • comentários

A lâmina de barbear é a principal escolha entre os homens na hora de raspar a cabeça. Porém, o que poucos sabem, é que existem alguns fatores que comprovam que o uso do aparelho de barbear descartável não é a melhor opção.

Foto: DINO / DINO

Como a cabeça é uma região delicada, o uso da lâmina pode desencadear pelos encravados e falhas no couro cabeludo. "Por ser tratar de uma pele muito sensível, é muito fácil machucá-la", explica Dr. Thiago Bianco, especialista em transplante capilar. "O uso do aparelho de barbear descartável pode ocasionar cortes, irritações ou até ressecamento", adverte.

Sem o cabelo, o couro cabeludo fica exposto ao sol o que aumenta o risco de câncer de pele. Na opinião do médico, ao ficar com a região sem proteção, o cuidado deve ser redobrado e diário. Por isso, o uso do protetor solar é indispensável.

Já existem alguns hidratantes específicos para a pele da região, e a hidratação deve ser feita sempre.

O Dr. Thiago recomenda o uso da máquina de cortar cabelo ou até o próprio aparelho de barbear na hora de raspar o cabelo. "Essas máquinas conseguem um corte baixo e menos agressivo", comenta.

Se a lâmina ainda for a escolhida, segundo o especialista, o ideal é raspar após o banho. "O corte baixo do cabelo deve ser feito antes da raspagem, e na hora do procedimento sempre utilizar espuma ou gel. Bem como ter cautela com os movimentos realizados, que precisam ser suaves e a na hora de finalizar o processo é essencial a hidratação do local".


Dr. Thiago Bianco, médico expert em transplantes capilares - considerado um dos pioneiros a realizar a técnica de implante microfolicular guiado por vídeo. Dr. Thiago Bianco foi graduado em Medicina em 2006, e especializou-se em cirurgia geral e trauma, além de direcionar sua carreira para a área de implante capilar. Membro titular da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery), atualmente realiza um trabalho pioneiro com as técnicas de FUT (Follicular Unit Transplant) e FUE (Follicular Unit Extraction) para o transplante capilar de barba e de sobrancelha. Site: https://www.thiagobianco.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade