PUBLICIDADE

Total de casos da variante Delta chega a 22 na capital de SP

Considerada mais transmissível em relação a outras cepas, a Delta é classificada como 'variante de preocupação' pela OMS

29 jul 2021 15h45
| atualizado às 15h53
ver comentários
Publicidade
Profissional da saúde analisa testes de covid-19 em aeroporto brasileiro
Profissional da saúde analisa testes de covid-19 em aeroporto brasileiro
Foto: Cristine Rochol/Ulan/Pool/Latin America News Agency / Reuters

A cidade de São Paulo registrou nesta quinta-feira, 29, mais nove casos da variante Delta do novo coronavírus, elevando para 22 o número total de diagnósticos positivos para a cepa. As informações são do monitoramento ativo feito pela Prefeitura da cidade em parceria com o Instituto Butantan.

Classificada como 'variante de preocupação' pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Delta é considerada mais transmissível em relação a outras cepas. Não à toa, foi predominante na escalada recente de casos de covid-19 em parte da Europa, nos Estados Unidos e na Índia, país onde, em outubro de 2020, foi identificada pela primeira vez.

Segundo a Prefeitura, os novos casos identificados nesta quinta na capital paulista ainda estão sendo investigados por Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da rede municipal. O monitoramento das variantes na capital é realizado por meio de cálculo amostral, por semana epidemiológica. Depois de coletadas, as amostras vão para análise do laboratório do Instituto Butantan, do Governo do Estado, para realização de um sequenciamento genético.

Além dessa ação de monitoramento, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e o Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade de São Paulo (USP) atuam em parceria em um estudo de análise de variantes com o Instituto Adolfo Lutz, equipamento laboratorial do Estado para este tipo de análise. Semanalmente, cerca de 600 amostras são enviadas aos laboratórios para tentar identificar quais cepas circulam pela cidade.

A ação com os laboratórios foi iniciada em abril de 2021. Já o primeiro caso da Delta na capital paulista foi confirmado no dia 5 deste mês, na zona leste da capital. Desde então, a Secretaria Municipal da Saúde afirmou já haver transmissão comunitária da cepa na cidade.

Estadão
Publicidade
Publicidade