0

Ministro interino nomeia mais quatro militares na Saúde

Pasta chegou a pelo menos 20 postos de terceiro e quatro escalões oriundos das Forças Armadas no ministério

20 mai 2020
09h32
atualizado às 10h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, nomeou nesta quarta-feira mais quatro militares para cargos na pasta, chegando a pelo menos 20 postos de terceiro e quatro escalões oriundos das Forças Armadas no ministério.

Paciente com Covid-19 recebe tratamento em unidade de terapia intensiva em hospital de campanha em Guarulhos
12/05/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Paciente com Covid-19 recebe tratamento em unidade de terapia intensiva em hospital de campanha em Guarulhos 12/05/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Os nomeados dessa vez incluem um engenheiro militar, que irá coordenar a execução de contratos, uma tenente médica, que será assessora da secretaria-executiva, um coronel para ocupar a subsecretaria de Assuntos Administrativos e um capitão para ser diretor de programa na Secretaria Executiva.

Na terça, Pazuello nomeou outros nove militares, incluindo o secretário-executivo adjunto, que o substituirá em caso de ausência durante sua interinidade. Sete já haviam sido incorporados à equipe ainda durante o período de Nelson Teich à frente do ministério.

O Brasil, que na terça registrou mais de mil mortes diárias por Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, está sem um titular permanente no Ministério da Saúde desde o pedido de demissão de Teich na última sexta-feira em meio a divergências com o presidente Jair Bolsonaro por causa do uso da cloroquina nos estágios iniciais da doença.

O país tem 17.971 mortes provocadas pela Covid-19 e 271.628 casos confirmados da doença, o terceiro maior número de casos do mundo atrás de Rússia e Estados Unidos.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade