3 eventos ao vivo

Governo informa que deve comprar vacina da Pfizer

Ministério da Saúde aguarda registro do tratamento na Anvisa

17 nov 2020
19h55
atualizado às 19h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira que a compra da vacina contra covid-19 da farmacêutica Pfizer deve ocorrer à medida que os ensaios clínicos apontarem "total eficácia e segurança" dos insumos e após o registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foto de ilustração de vacina da Pfizer
31/10/2020
REUTERS/Dado Ruvic
Foto de ilustração de vacina da Pfizer 31/10/2020 REUTERS/Dado Ruvic
Foto: Reuters

Dirigentes do ministério receberam nesta terça executivos da Pfizer, em uma das ações do órgão para tentar "garantir, o quanto antes, uma vacina segura, eficaz, em qualidade e quantidade para a população brasileira", de acordo com nota da pasta.

"O objetivo é conhecer os resultados dos testes em andamento e as condições de compra, logística e armazenamento oferecidas pelo laboratório. A aquisição dos imunizantes deve ocorrer à medida em que os ensaios clínicos apontarem a total eficácia e segurança dos insumos e o registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) for realizado", informou o ministério.

Na semana passada, após a farmacêutica norte-americana e a empresa alemã BioNTech terem anunciado que o imunizante apresentou eficácia de pelo menos 90% em seus testes, o ministério afirmou que todas as vacinas com estudos avançados no mundo estavam sendo analisadas para possível aquisição.

Até o momento, o governo do presidente Jair Bolsonaro vinha apostando principalmente na vacina desenvolvimento pela Universidade de Oxford em parceira com o laboratório AstraZeneca.

Veja também:

Nova alta de infecções faz hospitais privados abrirem mais leitos covid e reduzirem cirurgias
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade