0

Com coronavírus, ministro da Educação está com pneumonia

Outro ministro com covid-19, Onyx Lorenzoni afirmou na sexta que seu tratamento está dando bom resultados

25 jul 2020
11h20
atualizado às 11h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Diagnosticado com covid-19 na última segunda-feira, 20, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou neste sábado, 25, que exames hospitalares mostraram que ele desenvolveu um quadro de pneumonia. O ministro, de 62 anos, disse ter sido medicado e já estar se sentindo melhor. Ribeiro despacha de casa desde o começo da semana.

"Amanheci bem melhor, mas ontem (sexta-feira, dia 24) meus médicos constataram um início de pneumonia. Fui à clínica e tomei via venosa antibiótico. Hoje acordei bem melhor, 10% de tosse, mas ainda sem apetite. Obrigado pelas orações e por tudo. Abraço fraterno a todos", escreveu o titular da Educação, no Twitter.

Reverendo pastor Milton Ribeiro, da Igreja Presbiteriana Jardim Oração, de Santos, nomeado para ser o 4.º ministro da Educação de Jair Bolsonaro
Reverendo pastor Milton Ribeiro, da Igreja Presbiteriana Jardim Oração, de Santos, nomeado para ser o 4.º ministro da Educação de Jair Bolsonaro
Foto: Mackenzie/ Divulgação - 18/10/2018 / Estadão Conteúdo

Outro ministro com covid-19, Onyx Lorenzoni (Cidadania) afirmou na nesta sexta-feira, 24, que seu tratamento está dando bom resultados. Ele completou uma semana desde que testou positivo para o novo coronavírus, assim como a mulher, Denise Veberling.

A exemplo do presidente Jair Bolsonaro, que anunciou neste sábado não ter mais o novo coronavírus, e de Milton Ribeiro, o ministro da Cidadania também divulga os remédios usados no tratamento. Ele afirma tomar uma combinação de azitromicina, hidroxicloroquina e ivermectina. Onyx diz que no caso dele "funcionou", embora diga que para algumas pessoas não há efetividade.

Um estudo brasileiro coordenado por hospitais e instituições de saúde privadas apontou que a hidroxicloroquina, associada ou não ao antibiótico azitromicina, não tem eficácia no tratamento de pacientes internados com quadros leves e moderados de covid-19, como mostrou o Estadão.

Moto

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou no Twitter que testou negativo para o coronavírus em seu novo exame. Ele não divulgou o laudo. Após 15 dias de isolamento, o presidente saiu do Palácio da Alvorada, a residência oficial, conduziu sua moto para revisão numa concessionária onde comprou o veículo em novembro do ano passado.

Veja também:

Cientistas brasileiros criam soro com anticorpos de cavalo capaz de neutralizar coronavírus
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade