0

Brasil soma mais 858 mortes e ultrapassa marca de 135 mil

Total de mortos chega a 135.793 desde o início da pandemia

18 set 2020
18h19
atualizado às 20h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mais 858 pessoas morreram por causa da covid-19 no Brasil, nas últimas 24 horas, conforme dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta sexta-feira (18). Com isso, o total de mortos chega a 135.793 desde o início da pandemia. A taxa de mortalidade é de 64,6 casos a cada 100 mil habitantes. No total, a letalidade é de 3%, segundo o novo balanço.

Foto: Reuters

Ao todo, foram registrados 39.797 novos casos da doença entre ontem e hoje, elevando o número total para 4.495.183 infecções pelo novo coronavírus, com incidência de 2.139,1 casos a cada grupo de 100 mil habitantes.

O consórcio de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL levantou, junto às secretarias estaduais de Saúde, 826 mortes e 39;991 casos nas últimas 24 horas. Ao todo, os veículos de imprensa registraram 135.857 mortes e 4.497.434 infecções pelo novo coronavírus.

São Paulo se mantém como o estado mais afetado pela pandemia. Ao todo, são 924.532 contaminados e 33.678 vítimas no território governado por João Doria.

No ranking de estados com mais casos e mortes também aparecem: Bahia (292.019 casos e 6.181 óbitos), Minas Gerais (265.185 contágios e 6.574 mortes), Rio de Janeiro (249.798 casos e 17.575 vítimas), Ceará (232.602 contágios e 8.790 falecimentos).

O estado fluminense, no entanto, é o que apresenta maior taxa de letalidade, com 7%. A média móvel de casos em sete dias está em 30.431, enquanto a de morte está 771.

Veja também:

Os navios gigantescos que a pandemia mandou para o desmanche
Ansa - Brasil    Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade