1 evento ao vivo

Sustentabilidade ambiental: Por que comprar de empresas que pensam no seu futuro?

A sustentabilidade ambiental é um diferencial competitivo para empresas de diversos segmentos. Veja o que elas estão fazendo para assegurar o futuro do planeta e como você pode ajudar nessa luta.

28 ago 2017
14h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Você já deve ter ouvido falar na expressão sustentabilidade ambiental alguma vez na sua vida. Aliás, o interesse do brasileiro por saber mais sobre sustentabilidade é crescente. Se você fizer uma pesquisa rápida no Google Trends, por exemplo, vai ver que o termo sustentabilidade ambiental já atingiu 99 do total de 100 pontos de interesse em pesquisas no Google em 2017, o que é ótimo.   

O que é sustentabilidade ambiental?

Tem uma frase que define bem o que é sustentabilidade no geral, e pode ser aplicada também à sustentabilidade ambiental. Para Brundtland (1987), sustentabilidade é a capacidade de: "suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas".

Basicamente, os pesquisadores e profissionais da área de sustentabilidade buscam soluções cada vez mais inovadoras, eficientes e eficazes para lidar com a preservação do meio ambiente, a diminuição do desperdício e dos resíduos e a utilização de materiais renováveis.

Foto: Climatempo
Foto: Depositphotos

Os três pilares da sustentabilidade

A sustentabilidade ambiental é um dos três pilares da sustentabilidade. Ela deve atuar em conjunto com a sustentabilidade econômica e a social para que produzam, as três juntas, resultados realmente relevantes na sociedade em que vivemos.

A sustentabilidade ambiental você já conhece: é aquela que busca a utilização eficiente dos recursos, evitando o desperdício e reaproveitando o máximo dos resíduos gerados do uso.

A sustentabilidade social está ligada diretamente à qualidade de vida humana. Aqui, procura-se desenvolver medidas que promovam a saúde, educação, lazer e bem-estar de maneira acessível à toda a população.

Pelo nome, você pode estar pensando que a sustentabilidade econômica está relacionada ao dinheiro, mas fique sabendo que ela vai muito além. No nível empresarial, empresas comprometidas com a sustentabilidade econômica são aquelas que crescem e se desenvolvem sem comprometerem o ecossistema em que estão inseridas.

Clique aqui e conheça os blocos de vidro que produzem energia e podem revolucionar as construções!

É errado usar sustentabilidade ambiental como marketing?

É preciso entender que uma empresa realmente sustentável é aquela que tem um planejamento e une projetos e ações voltadas para os três pilares: ambiental, social e econômico e consegue se manter lucrativa.

Essas ações devem ser postas em prática diariamente e estarem alinhadas aos objetivos e ao DNA da empresa. Aqui, é preciso o entendimento de que a empresa, seus funcionários, a sociedade e o meio ambiente à sua volta fazem parte de um único ecossistema. Quando todos estão equilibrados, todos crescem juntos.

Acontece que a partir do momento que pesquisadores começaram a apontar a sustentabilidade - principalmente a sustentabilidade ambiental, aqui no Brasil - como um diferencial competitivo de mercado, começaram a aparecer várias iniciativas isoladas e ineficazes, mas vendidas como extremamente transformadoras.

A sensação que se teve foi que as empresas plantavam uma árvore e investiam milhões para anunciar que isso tinha acontecido. Isso é, em parte, culpa de alguns exageros do que se conhece como marketing verde, ou greenwashing.

Um pouco mais sobre marketing

Para saber mais sobre como utilizar as suas ações de sustentabilidade para fins de marketing de maneira consciente, ou ainda como identificar empresas realmente sustentáveis, você pode procurar mais sobre Philip Kotler.

Ele é um dos pesquisadores mais conceituados no mundo inteiro e tem sido destaque com o seu livro Marketing 3.0. Nele, Kotler alerta às empresas que os consumidores atuais estão cada vez mais exigentes e informados (você viu lá em cima o volume de pesquisas no Google).

Esse novo cenário "obriga" as empresas a adotarem novos posicionamentos, modelos de negócios e tomarem decisões melhores para todos.

Brasileiros preferem empresas sustentáveis

Foto: Climatempo

Foto: Depositphotos

Desde 2012, pesquisas já destacam essa tendência dos brasileiros a preferirem empresas que investem em sustentabilidade. Em pesquisa da Nielsen, 74% dos entrevistados afirmaram que preferem comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis. 46% desses, inclusive, estão dispostos a pagar mais por esses produtos.

Em outra pesquisa, de 2015, realizada pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), 85% dos entrevistados disseram que já compreendem a necessidade de consumir melhor, invés de consumir mais. Na mesma pesquisa, 75% dessas pessoas acrescentam que o consumo exagerado põe em risco o planeta.

Já pensou em ter uma casa sustentável? Veja como!

Aliás, é bom que você fique de olho no CEBDS

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável é formado por grupos empresariais bastante conhecidos no seu cotidiano. Entre eles, Nestlé, Natura, Grupo Boticário, Unilever, Ambev e Banco do Brasil.

O CEBDS é integrante do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), que é considerado o órgão mais importante na difusão e luta por uma maior responsabilidade e sustentabilidade ambiental nas empresas de iniciativa privada a nível mundial. Ele é formado por líderes mundiais de grandes grupos multinacionais como a 3M, a Apple, Bayer, BMW, The Coca-Cola Company.

Por que é importante que você acompanhe o trabalho deles?

Aqui no Brasil, o Conselho foi o primeiro a trazer ideias inovadoras de gestão da sustentabilidade para a iniciativa privada. Se você tem uma empresa privada e está buscando soluções para o seu negócio, dá uma conferida aqui

Você vai ver que existem várias ferramentas, conceitos e práticas bem atuais e criativos que vão fazer a diferença aí onde você mora, seja a nível local ou nacional. Inclusive, eles lançaram um relatório bem interessante sobre como construir um Brasil mais sustentável até 2050, clique aqui pra conferir. 

Afinal, vale a pena pagar mais em produtos de empresas sustentáveis?

Foto: Climatempo

Foto: Depositphotos

Em tempo, é importante ressaltar que nem sempre os produtos de empresas que investem em sustentabilidade são mais caros que os demais.

Aí é uma questão individual, de acordo com o que você acredita. Empresas que possuem sólidos programas de sustentabilidade estão investindo no futuro da sociedade, ou seja, no seu futuro e dos seus filhos.

Comprar dessas empresas é um incentivo para que elas continuem com esses investimentos e que cada vez mais empresas também adotem atitudes sustentáveis. Podemos dizer que, de maneira indireta, você está investindo no seu próprio futuro.

É claro que esse ainda é um caminho muito longo a ser percorrido. Muitas empresas encaram a sustentabilidade como um custo e não como um investimento. Muita gente também ainda pensa que isso é obrigação só das empresas, enquanto deve ser de todo mundo.

Anualmente, a empresa canadense de pesquisa Corporate Knights lança a lista das 100 empresas mais sustentáveis do ano (Global 100). A Natura, inclusive, ficou no top 20 em 2017. Você pode conferir a lista completa aqui. 

Você também pode acompanhar o que as empresas que você compra estão fazendo pelo mundo através dos Relatórios de Sustentabilidade que elas emitem. Confira aqui o que a Natura fez em 2016 para ser considerada top 100 pela Forbes. 

E você? Quais ações sustentáveis você pratica no seu dia a dia? Conhece algum projeto legal que está fazendo a diferença no mundo também? Conta pra gente!

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade