PUBLICIDADE

Fóssil do Pé Pequeno lança luz sobre ancestrais humanos

Descobertas podem ter implicações importantes na análise dos relacionamentos evolucionários entre os antigos parentes da humanidade

1 abr 2015 16h56
| atualizado às 21h49
ver comentários
Publicidade
Ron Clarke, professor do Instituto de Estudos Evolutivos da Universidade Wits, na África do Sul, segura crânio do Pé Pequeno
Ron Clarke, professor do Instituto de Estudos Evolutivos da Universidade Wits, na África do Sul, segura crânio do Pé Pequeno
Foto: Wits University / Reuters

Cientistas disseram nesta quarta-feira que uma técnica de datação nova e sofisticada mostra que o Pé Pequeno, um fóssil importante de um dos primeiros ancestrais humanos descoberto nos anos 1990 na África do Norte, tem aproximadamente 3,7 milhões de anos.

"A idade do Pé Pequeno foi muito debatida", afirmou o geólogo Darryl Granger, da Universidade Purdue, do Estado norte-americano de Indiana, cuja pesquisa está no periódico Nature.

Siga o Terra Notícias no Twitter

O estudo revelou que o Pé Pequeno, membro da espécie Australopithecus prometheus, viveu mais ou menos na mesma época do Australopithecus afarensis, espécie cujo fóssil mais famoso, conhecido como Lucy, veio da Etiópia.

As duas espécies misturaram traços de símios e de humanos, mas com características diferentes.

Cientistas descobrem fóssil mais antigo do gênero "Homo":

Os pesquisadores analisaram 11 amostras de rocha do esqueleto fossilizado quase completo do Pé Pequeno nas cavernas de Sterkfontein para medir sua idade.

As descobertas podem ter implicações importantes na análise dos relacionamentos evolucionários entre os antigos parentes da humanidade.

Nossa espécie, o Homo sapiens, surgiu aproximadamente 200 mil anos atrás. Os membros mais antigos do gênero humano, o Homo, remontam há mais de dois milhões de anos. Nosso gênero foi precedido por outras espécies da árvore genealógica humana, incluindo vários representantes do gênero Australopithecus.

Os membros da espécie de Lucy foram contemporâneos do Pé Pequeno, embora a própria Lucy tenha vivido cerca de 500 mil anos mais tarde.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade