PUBLICIDADE

Buffet fecha em São Paulo e casais ficam sem festa de casamento e sem dinheiro

Vários noivos com contratos com o Colonial, que tinha mais de 50 anos de atuação, relatam que foram pegos de surpresa

21 abr 2022 05h00
ver comentários
Publicidade
Noiva, que prefere não se identificar, tirou foto de buffet antes de fechamento para mostrar local da festa a amigos
Noiva, que prefere não se identificar, tirou foto de buffet antes de fechamento para mostrar local da festa a amigos
Foto: Divulgação

Faltando meses e até poucas semanas para a realização do sonho de uma festa de casamento, muitos casais foram pegos de surpresa com o fechamento repentino do Buffet Colonial, na zona sul de São Paulo. Grande parte dos noivos, conforme apurado pelo Terra, já havia pago o valor total do evento e ainda não recebeu o dinheiro de volta.

O estabelecimento tinha mais de 50 anos de atuação no mercado e comunicou o fechamento por meio de uma postagem feita nas redes sociais no último dia 14. Depois disso, algumas das vítimas relatam que estão desesperadas e com medo de não conseguirem mais realizar a tão sonhada festa de casamento. 

Uma dessas vítimas é a cirurgiã dentista Natalia Tonin, 27, que relata ter se programado desde 2020 para realizar a festa, após receber um e-mail do estabelecimento sobre uma promoção. A comemoração estava prevista para março de 2023.

No total, ela afirma que já havia pago R$ 32 mil ao buffet, a maior parte do valor que havia fechado pelo evento. "Eu já havia me apaixonado por lá em 2019, quando fui fazer uma cotação, mas, como estava muito caro naquele ano, eu achei o valor inviável para mim. Mas, como a pandemia, acho que eles começaram a fazer coisas diferentes para se manter e mandaram o e-mail da promoção em 2020. Como era um local muito renomado, eu nunca achei que fosse levar um golpe", afirma. 

De acordo com a cirurgiã dentista, até então, os funcionários demonstravam que estava tudo dando certo para a realização da festa. Porém, após finalizar quase todo o pagamento do evento, recebeu a notícia sobre o fechamento do local. "Eu paguei uma parcela e a bomba estourou. Achei estranho que, quando mandei o último comprovante, o funcionário não me respondeu. Não recebi nem a sinalização de que a mensagem tinha chegado a eles. Até aí, não pensei que era algo muito grave, mas dois dias depois recebemos a notícia", afirma. 

Segundo a jovem, agora, os sentimentos que ficam são de frustração, tristeza e raiva. "Quando recebi a notícia até achei que era fake news, mas fui pesquisar em fontes seguras e vi que era verdade, aí veio o frio na barriga. Estou muito chateada e frustrada, estou com meu companheiro há 12 anos e nos preparamos antecipadamente para ter uma festa legal, mas tiraram esse sonho de mim. Fui enganada e eles brincaram com os meus sentimentos e os de outras pessoas", lamenta. 

Uma outra noiva, que prefere não se identificar, relata que ela e o companheiro foram vítimas pela segunda vez de buffet que fechou e os deixou sem festa de casamento. A primeira vez, segundo eles, ocorreu em 2020, quando pagaram a festa em outro estabelecimento que também fechou antes da realização do evento. À época, o local ainda tentou negociar outro espaço com o casal, mas eles não gostaram e lutaram por meses pela devolução do dinheiro. "Fechamos um acordo e esse primeiro buffet tem até dezembro deste ano para terminar de nos pagar, mas estão devolvendo tudo em parcelas", afirma.

Já com relação ao Buffet Colonial, a vítima afirma que o primeiro contato com o local foi feito em janeiro deste ano. O casal teria cogitado ao menos outros quatro espaços, mas acabou dando preferência ao estabelecimento. "Fizemos uma pesquisa completa sobre o Colonial e não tinha nada que desse indício de que isso poderia ocorrer. Por ser um espaço bem tradicional, com história, nos sentimos seguros em fechar a festa", afirma ela. 

O casal, que já é casado no civil, também já havia pago R$ 32 mil ao estabelecimento e a festa ocorreria em 1 de outubro. "No dia 14, antes deles anunciarem o fechamento, eu mandei os convites de 'Save the Date' para alguns convidados por uma lista de transmissão, mas dois segundos depois tive que apagar porque recebi a notícia. Chorei muito e desde então tentamos achar uma resposta de quando teremos o dinheiro de volta, mas não tivemos nenhum respaldo", relata. 

A noiva afirma que não teve coragem de contar aos pais sobre a situação, já que a mãe tem problemas de saúde e estava ansiosa pela chegada do dia do evento. "Não queremos nem que minha mãe saiba, porque ela tem depressão e não queremos passar essa angústia para ela. Há uma semana eu estava mostrando para minha mãe as fotos do local e ela estava super feliz. É um dinheiro que juntamos por muitos anos indo para o ralo, é devastador. E é muito triste como estamos sendo tratados", afirma. 

Noiva mandou convites de festa de casamento e teve que apagar momentos depois após notícia de fechamento de buffet
Noiva mandou convites de festa de casamento e teve que apagar momentos depois após notícia de fechamento de buffet
Foto: Arquivo pessoal

Casal se casaria em dois meses 

Juliana Petrillo Mantovani é assessora de eventos e estava organizando a festa de um dos outros casais que foi surpreendido pelo fechamento do buffet. Segundo ela, a festa dos clientes foi a primeira que teve a data alterada no Colonial por causa da pandemia, já que inicialmente eles se casariam dia 21 de março de 2020.

De acordo com a assessora, foram feitas as remarcações e os noivos sempre pagaram tudo em dia, inclusive os valores que o buffet cobrou para a alteração da data do evento. "Até aí tudo bem, porque estava dentro da lei. No meio desse período, o casal teve um bebê, e o casamento seria em junho deste ano", explica. 

Juliana afirma que ficou sabendo em uma quinta-feira à noite sobre o possível fechamento do estabelecimento por um grupo de fornecedores. "Mas não era nada oficial e não quis criar um alarde no casal sem ter certeza. Entrei em contato com o Colonial e ninguém me respondeu, mas, em seguida, acordei com o post do buffet no Instagram, se fazendo de vítima depois de mais de 50 anos no mercado. Eu super entendo que a situação não foi fácil para ninguém no setor de eventos, mas o ponto é o seguinte, até semana passada eles estavam recebendo os valores dos contratos de todos os clientes, ou seja, eles receberam boletos mesmo sabendo que iriam fechar as portas?", questiona a assessora de eventos. 

Segundo Juliana, o mais complicado é que a empresa em que trabalha sempre analisa o histórico do buffet, busca reclamações junto ao Reclame Aqui, ações judiciais pendentes, e as pesquisas sempre indicaram que o Colonial era confiável e prestava um serviço de qualidade.

"O buffet tem mais tempo de mercado do que eu tenho de vida, o meu casal e a maioria dos casais afetados pelo fechamento já pagaram 100% do valor. Com as datas próximas, eles teriam que, praticamente, pagar uma nova festa, do zero. E eles ficaram sabendo que o sonho deles foi jogado no lixo dessa forma, por rede social, na Sexta-feira Santa", acrescenta. 

Buffet afirma que fechamento afetou ao menos 74 contratos
Buffet afirma que fechamento afetou ao menos 74 contratos
Foto: Arquivo Pessoal

Buffet foi notificado 

As vítimas criaram um grupo nas redes sociais que já conta com mais de 100 pessoas, com o objetivo de se apoiarem e buscarem a devolução do dinheiro investido para realização da festa de casamento. Além disso, nesta quarta-feira, 20, o Procon-SP informou que notificou o Buffet Colonial pedindo explicações sobre a interrupção de suas atividades e as providências que serão tomadas para atender os consumidores. 

A empresa deverá informar os motivos da interrupção, se é ou não definitiva, como as pessoas foram informadas, além de indicar o número total de consumidores afetados e os canais de atendimento disponibilizados. 

O órgão de defesa do consumidor quer que a empresa esclareça há quanto tempo verificou que os serviços contratados não poderiam ser devidamente cumpridos e quais medidas foram adotadas para a manutenção dos serviços e contratos.

O Buffet Colonial deverá também apresentar um plano de ação para atendimento de todas as queixas eventualmente formalizadas no Procon-SP. As explicações deverão ser prestadas até o próximo dia 25.

Posicionamento do buffet

Em nota, a Gozzi Assessoria, que representa o buffet, afirma que a comunicação aconteceu e vem acontecendo diretamente com cada um dos clientes. Segundo a empresa, via e-mail, todos foram avisados entre os dias 15 e 16 de abril. Via telefonema, o processo se iniciou ainda na sexta-feira e concluído segunda-feira, 18.

A assessoria afirma que todos os 74 clientes foram contatados, alega que já foram realizados alguns reembolsos e que estão trabalhando para resolver todos os problemas.

"A empresa está ciente do tamanho do problema e vem trabalhando para resolver todos os casos, de todos os clientes. Infelizmente, devido a pandemia, a empresa entrou em uma grande crise financeira, que chegou ao seu limite na última semana. Não foi possível prosseguir e nem realizar mais eventos. O imóvel era alugado e foi devolvido aos proprietários", diz a assessoria, que alega que o buffet tem sido vítima de calúnia.

 "Avisamos a todos os clientes que em breve teremos novidades e vamos contatar novamente e diretamente cada um deles”, acrescentou.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade