0

TRF-4 mantém condenações de Vaccari, Cerveró e Bumlai

30 mai 2018
16h58
atualizado às 17h43
  • separator
  • comentários

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve nesta quarta-feira (30) as condenações impostas ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e ao pecuarista José Carlos Bumlai, em processo da operação Lava Jato, informou a corte.

Em foto de arquivo, João Vaccari, ex-tesoureiro do PT, é acompanhado pela polícia ao IML em Curitiba, Brasil
Em foto de arquivo, João Vaccari, ex-tesoureiro do PT, é acompanhado pela polícia ao IML em Curitiba, Brasil
Foto: Reuters

Neste caso, Bumlai, ligado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, é acusado de ser o beneficiário de um empréstimo de 12 milhões de reais feito pelo Banco Schahin para ocultar o verdadeiro destino dos recursos, que seria o PT. Em troca, a Schahin Engenharia teria sido contratada em 2009 pela Petrobras para operar o navio-sonda Vitória 10.000 pelo prazo de 10 anos, prorrogáveis por mais 10, num valor global de 1,5 bilhão de dólares.

Bumlai foi condenado por corrupção e gestão fraudulenta de instituição financeira e teve a pena mantida em 9 anos e 10 meses de prisão.

Cerveró, que fez acordo de delação premiada, foi condenado por corrupção passiva e teve a pena levemente reduzida --de 6 anos e 8 meses, para 6 anos, 1 mês e 10 dias.

Vaccari foi condenado por corrupção passiva e sua pena foi mantida em 6 anos e 8 meses de prisão.

Outras quatro pessoas também foram condenadas neste caso.

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade