PUBLICIDADE

STF decide garantir direito ao silêncio para Pazuello na CPI

Ricardo Lewandowski atendeu a recurso apresentado pela AGU, órgão de assessoramento do governo

14 mai 2021 18h56
| atualizado às 19h00
ver comentários
Publicidade
26/01/2021
REUTERS/Bruno Kelly
26/01/2021 REUTERS/Bruno Kelly
Foto: Reuters

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira, 14, garantir o direito do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello de permanecer em silêncio no depoimento à CPI da Covid no Senado, marcado para a próxima quarta-feira.

Lewandowski atendeu a recurso apresentado pela Advocacia-Geral da União (AGU), órgão de assessoramento do governo perante o Judiciário, para evitar que o ex-titular da Saúde venha a ser alvo de qualquer tipo de constrangimento no depoimento à CPI.

Veja também:

'Guedes é um homem pequeno para estar onde está', diz Mandetta:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade