0

Se eleição fosse hoje, Dilma venceria em 1º turno, diz pesquisa

11 jun 2013
11h18
atualizado às 11h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
A presidente Dilma participa do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, em 5 de junho
A presidente Dilma participa do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, em 5 de junho
Foto: Roberto Stuckert Filho / PR / Divulgação

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em parceria com a MDA Pesquisas diz que, se a eleição presidencial fosse hoje, a presidente Dilma Rousseff venceria no primeiro turno em dois cenários formados. O levantamento entrevistou 2.010 eleitores no País. Tendo o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), como adversário, Dilma conseguiria 52,8% dos votos.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) aparece em segundo lugar, com 17% da intenção de voto. Marina Silva (sem partido) vem na terceira posição, com 12,5%, e Campos só aparece em quarto lugar, com 3,7% das intenções de voto. Entrevistados que não votariam em nenhum candidato, votariam em branco ou anulariam voto somam 8,4%. Do total, 5,6% não soube dizer em quem votariam ou não responderam.

Tirando Eduardo Campos do cenário, a vantagem de Dilma se amplia, com 54,2% das intenções de voto. Aécio vem em segundo, com 18%, e Marina Silva em terceiro, com 13,3% da preferência dos entrevistados. O número de votos brancos e nulos fica em 8,6%, e 5,9% não souberam dizer em quem votariam ou preferiram não opinar.

Em cenários virtuais de segundo turno, Dilma também venceria em todos. A disputa mais acirrada seria com Aécio Neves, com um placar de 58,8% a 22,5% dos votos. Contra Marina Silva (20,4%), a vantagem de Dilma se ampliaria para 59,7%. Já se o oponente fosse Eduardo Campos, Dilma venceria com 63,8% dos votos, contra 11,9% do pernambucano.

A pouco mais de um ano e meio do pleito de 2014, 73,1% dos entrevistados afirmaram não ter candidato para presidente da República. Em pesquisa espontânea, 23,1% disseram querer ver o PT no comando do Planalto no próximo mandato. A preferência dos tucanos entre o eleitorado é de 5,1%; do PMDB, 2,5%, e do PSB, 0,7%. A maioria (41,7%) não soube ou não quis opinar. Do total, 24% disseram não querer nenhum partido político na Presidência.

Marina é a segunda pré-candidata mais conhecida
Apesar de o senador Aécio Neves ser o segundo colocado em todas as pesquisas de intenção de voto, Maria Silva é a segunda pré-candidata mais conhecida - ela está atrás apenas da presidente Dilma Rousseff. Entre os participantes do estudo, 40,7% disseram conhecer ou pelo menos ter ouvido falar de Marina. O percentual de Dilma é de 79,1%.

Aécio Neves, hoje, é conhecido por 38,4% dos entrevistados, e 18,4% afirmaram conhecer ou ter ouvido falar em Eduardo Campos.

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade