0

Podemos vira maior partido no Senado com filiação de Reguffe

Partido liderado por Alvaro Dias ainda busca novos filiados; há conversas com Juíza Selma (PSL-MT) e Flávio Arns (Rede-PR)

11 set 2019
17h11
atualizado às 17h28
  • separator
  • 0
  • comentários

BRASÍLIA - O senador Reguffe (DF) anunciou filiação ao Podemos nesta quarta-feira, 11. Com isso, o partido passa a ter 10 parlamentares no Senado e se torna a segunda maior bancada na Casa - atrás do MDB, que tem 13 senadores. Reguffe estava sem partido desde 2016, quando deixou o PDT.

Foto de arquivo de 02/02/2019 do senador Reguffe (DF) discursando na tribuna do Senado, no Congresso nacional, em Brasília. O parlamentar anunciou sua anunciou filiação ao Podemos. Com isso, o partido passa a ter 10 parlamentares no Senado e se torna a segunda maior bancada na Casa - atrás do MDB, que tem 13 senadores. Reguffe estava sem partido desde 2016, quando deixou o PDT
Foto de arquivo de 02/02/2019 do senador Reguffe (DF) discursando na tribuna do Senado, no Congresso nacional, em Brasília. O parlamentar anunciou sua anunciou filiação ao Podemos. Com isso, o partido passa a ter 10 parlamentares no Senado e se torna a segunda maior bancada na Casa - atrás do MDB, que tem 13 senadores. Reguffe estava sem partido desde 2016, quando deixou o PDT
Foto: DIDA SAMPAIO / Estadão Conteúdo

O Podemos tenta filiar outros senadores. As negociações mais avançadas são com Juíza Selma (PSL-MT) e Flavio Arns (Rede-PR). Conforme o Estado publicou na semana passada, a legenda tem abandonado aliados recentes e tenta retomar o figurino "lavajatista" para atrair parlamentares que se dizem da "nova política".

A reportagem mostrava que, com bandeiras como a defesa da investigação de políticos e juízes, o partido liderado pelo senador paranaense e candidato derrotado à Presidência em 2018, Alvaro Dias, já caminha em lado oposto ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que não aderiu à defesa da instalação da CPI da "Lava Toga" e do impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade