1 evento ao vivo

PF: Delação de Palocci sobre BTG e Lula não tem provas

As acusações feita ex-ministro foram baseadas em notícias de jornais, segundo a colunista Mônica Bergamo

16 ago 2020
12h13
atualizado às 15h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O inquérito da Polícia Federal conclui que as acusações feitas por Antonio Palocci contra Lula e o BTG não tem provas e foi baseada em notícias de jornais. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Antonio Palocci não apresentou provas na delação
Antonio Palocci não apresentou provas na delação
Foto: Giuliano Gomes / Estadão Conteúdo

O ex-ministro da Fazenda afirmou que existia um caixa milionário de propinas para o ex-presidente petista administrado pelo banqueiro André Esteves, do BTG. No entanto, as declarações foram desmentidas na investigação por testemunhas e delatores.

Segundo o jornal, o delegado Marcelo Daher encerrou o inquérito e não indiciou os acusados. "Parecem todas [informação] terem sido encontradas em pesquisas de internet, sem acréscimos de elementos de corroboração, a não ser notícias de jornais", declarou.

"As notícias jornalísticas, embora suficientes para iniciar o inquérito policial, parece que não foram corroboradas pelas provas produzidas, no sentido de dar continuidade à persecução penal", completou.

O resultado do inquérito foi encaminhado ao Ministério Público Federal.

Veja também:

Em meio à pressão por impeachment de Bolsonaro, Aras insinua 'estado de defesa'
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade