PUBLICIDADE

Política

Michelle Bolsonaro ironiza Janja e diz que não quis ser primeira-dama 'viajante, turista'; confira

Mulher do ex-presidente Jair Bolsonaro participou de encontro do PL Mulher, em Fortaleza, neste sábado

30 set 2023 - 18h48
(atualizado às 19h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Michelle Bolsonaro ironiza Janja e diz que não quis ser primeira-dama 'viajante, turista'
Michelle Bolsonaro ironiza Janja e diz que não quis ser primeira-dama 'viajante, turista'
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro afirmou neste sábado, 30, em Fortaleza, durante encontro estadual do PL Mulher do Ceará, que não quis ser uma "viajante, turista" durante os 4 anos de governo do marido, o ex-presidente Jair Bolsonaro. A ironia de Michelle tinha endereço: a atual primeira-dama, Janja Lula da Silva, que comandou uma comitiva de autoridades em visita a regiões atingidas pelas chuvas no Rio Grande do Sul na quinta-feira, 28, e tem acompanhado Lula nas diversas viagens internacionais do presidente.

"Eu cheguei como primeira-dama, eu já sabia, porque estava no meu coração, que eu não queria ser uma boneca de enfeite, ou uma viajante, turista. Não era isso que eu queria", disse Michelle Bolsonaro a dezenas de convidadas do encontro, que, em seguida, aplaudiram a mulher do ex-presidente.

A estadia de Janja sem Lula, no Rio Grande do Sul, durou menos de um dia. O presidente ficou em Brasília para a posse do novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. Diferentemente do que chegou a dizer o ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Paulo Pimenta, em vídeo publicado nas redes sociais, a atual primeira-dama não anunciou medidas governamentais para a região mais atingida.

Durante o encontro no Ceará, Michelle Bolsonaro lembrou o período em que ela própria foi primeira-dama. A mulher do ex-presidente afirmou que quis "institucionalizar" seu trabalho voluntário quando chegou a Brasília e lembrou ter coordenado o programa "Pátria Voluntária". Em 2021, o Estadão mostrou que, naquele momento, o projeto havia gastado mais com publicidade do que em doações.

Michelle Bolsonaro tem percorrido o País para participar de encontros com mulheres e tratar de pautas caras ao Bolsonarismo, como "instinto maternal", aborto, drogas e outras "bandeiras conservadoras". Desde o início do ano, a presidente do PL Mulher já passou por Mato Grosso, Santa Catarina e Pernambuco. "Nós temos que nos posicionar", afirmou neste sábado. "Aquelas que irão se candidatar, o PL estará aqui para poder andar com vocês."

Na parte final do encontro, Jair Bolsonaro subiu ao palco e falou com as convidadas. O ex-presidente repetiu parte do discurso eleitoral do ano passado, apontando medidas de seu governo, e afirmou de forma enigmática. "Um dia, a verdade de 22 virá à tona, pode ter certeza disso", declarou, referindo-se às eleições.

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi tornado inelegível, até 2030, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por 5 votos a 2, a Corte enquadrou o ex-chefe do Executivo, em junho, por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação em razão da reunião em que atacou as urnas eletrônicas diante de diplomatas.

Bolsonaro voltou a falar da vaquinha que recebeu de seus apoiadores durante o encontro em Fortaleza. O ex-presidente juntou mais de R$ 17 milhões em Pix, em 2023. "Se arrecadou muito mais do que precisava, se bem que as multas continuam", afirmou.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade