PUBLICIDADE

Política

Lula envia ministro ao Pará após incêndio que matou 9 pessoas em acampamento do MST

Paulo Teixeira irá ao local junto com o presidente do Incra, César Aldrighi, para prestar apoio do governo federal

10 dez 2023 - 18h22
Compartilhar
Exibir comentários

O ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Paulo Teixeira, foi enviado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Pará, após um incêndio matar nove pessoas em um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Segundo o grupo, o acidente foi causado pela explosão de um transformador da rede elétrica que ficava próximo ao local onde estavam as famílias.

Incêndio matou nove pessoas em acampamento do MST no Pará
Incêndio matou nove pessoas em acampamento do MST no Pará
Foto: Reprodução/Instagram @movimentosemterra.pa / Estadão

Nas redes sociais, Lula se solidarizou com os familiares das vítimas. "Meus sentimentos e solidariedade aos técnicos e aos acampados do Terra e Liberdade, em Paraupebas, Pará, pelo acidente em uma linha de transmissão seguido de um incêndio no acampamento que deixou mortos e feridos. Estamos trabalhando para avançar na retomada da reforma agrária, com a identificação de terras públicas disponíveis, para, após anos de paralisação, dar oportunidade de trabalho e produção para famílias do campo", afirmou o presidente da República na rede social X.

Além do ministro Paulo Teixeira, o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), César Aldrighi, também foi enviado ao local.

De acordo com o MST, os mortos são seis integrantes do movimento e outros três funcionários da empresa G5 de internet. Esses técnicos trabalhavam na instalação de internet em uma rede próxima ao acampamento quando houve a explosão do transformador, causando o incêndio que atingiu barracos no local. Dois barracos foram totalmente destruídos.

O Corpo de Bombeiros do Pará informou que "um inquérito policial apura as circunstâncias do acidente". "Os corpos foram levados para o Núcleo Avançado da Polícia Científica, de Parauapebas. O Governo do Estado presta todo o apoio necessário ao município", registrou a corporação.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade