2 eventos ao vivo

Levy: decisão sobre Operação Bullish reconhece legitimidade de ações do BNDES

23 mai 2019
20h28
  • separator
  • comentários

A decisão da Justiça Federal do Distrito Federal, que rejeitou denúncia contra cinco funcionários e ex-funcionários do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no âmbito da Operação Bullish, reconhece que a instituição de fomento mantém atividades "legítimas", sem "influência externa", disse nesta quinta-feira, 23, o presidente do banco, Joaquim Levy.

"Foi demonstrado que não se encontrou nenhuma evidência (de influência) numa situação complicada, de alguns anos atrás, e a gente não vai encontrar nenhuma influência agora, tampouco. Isso, mais uma vez, fortalece a instituição e nos faz continuar com humildade, dando o nosso melhor", afirmou Levy, após participar de uma apresentação na feira de negócios sustentáveis Green Rio.

Levy anunciou a decisão judicial durante sua fala no evento. Segundo o presidente do BNDES, a Justiça reconheceu que "nossas atividades são legítimas, são feitas sem nenhum problema de influência externa".

Para Levy, ao analisar as atividades do BNDES é preciso separar o que são políticas definidas pelo governo da execução em si dessas políticas por parte dos técnicos. "Temos demonstrado que há uma distinção entre a execução e a política", disse o presidente do BNDES. "Às vezes as políticas podem ser mais ou menos acertadas. Num regime democrático, há inúmeras maneiras de se reavaliar ou sancionar as escolhas políticas. As eleições, aliás, são feitas para isso", completou.

Na decisão, o juiz federal Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal do Distrito Federal, aceitou denúncia contra o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho e mais três pessoas.

Por outro lado, o juiz rejeitou o pedido de denúncia contra o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, o empresário Joesley Batista, do frigorífico JBS, e cinco funcionários e ex-funcionários do BNDES.

A Operação Bullish, a cargo da PF e de procuradores da República do Distrito Federal, foi deflagrada em maio de 2017, para investigar as operações do BNDES com o frigorífico JBS. A denúncia foi apresentada pelo MPF quase dois anos depois, em março passado.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade