1 evento ao vivo

Lava Jato: novo delator diz ter pago propina a Dirceu

Milton Pascowitch, dono de uma consultoria chamada Jamp Engenharia, fechou acordo de delação nesta segunda-feira

1 jul 2015
12h27
atualizado em 25/9/2015 às 12h56
  • separator
  • comentários

O lobista Milton Pascowitch, mais novo delator da Operação Lava Jato, disse a investigadores da Polícia Federal que intermediou o pagamento de propina ao PT e ao ex-ministro José Dirceu para garantir contratos da empreiteira Engevix com a Petrobras. As informações são da Folha de S. Paulo.

Siga Terra Notícias no Twitter

De acordo com o jornal, os pedidos de dinheiro de Dirceu - considerado uma espécie de "padrinho" dos interesses da empreiteira na estatal - eram "insistentes" e os repasses eram feitos de diferentes maneiras. Um dos pagamentos, por exemplo, aconteceu por meio de uma doação feita a uma arquiteta que reformou um dos imóveis do petista. 

Imagem de arquivo do ex-ministro José Dirceu
Imagem de arquivo do ex-ministro José Dirceu
Foto: Bruno Santos / Terra

A delação premiada de Pascowitch foi homologada nesta segunda-feira (29). Com ela, o lobista deixou a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, para cumprir prisão domiciliar, em São Paulo. Ele é dono de uma consultoria chamada Jamp Engenharia e foi contratado, de acordo com a denúncia, pela Engevix para aproximá-la do PT e da Petrobras. 

Procurado pela publicação, o ex-ministro afirmou que não teve acesso aos termos e ao conteúdo da delação premiada e, portanto, não tem como emitir opiniões a respeito. Em nota, disse ainda que "não teve qualquer influência na indicação de Renato Duque para a diretoria da Petrobras, informação reafirmada pelo próprio Duque em depoimento em juízo e à CPI da Petrobras" e que "o presidente do Conselho da Engevix, Cristiano Kok, já afirmou à própria Folha que contratou José Dirceu para prestar consultoria no exterior na prospecção de novos negócios".

A assessoria de imprensa do PT e o advogado da Engevix, Antônio Sérgio Pitombo, não quiseram se pronunciar. 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade