0

Doria: completamente desnecessária polêmica sobre vacinação da mãe do presidente

19 fev 2021
14h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ser "completamente desnecessária a polêmica" criada pelo presidente Jair Bolsonaro sobre o cartão de vacinação de sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro. "É só na cabeça de uma pessoa como o presidente Jair Bolsonaro. O importante é que a mãe dele foi vacinada", disse Doria durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (19).

De acordo com o presidente, em transmissão nesta quinta, 18, nas redes sociais, o enfermeiro que aplicou o imunizante em sua mãe teria registrado, inicialmente, o uso da vacina Oxford/AstraZeneca. Em seguida, ainda de acordo com ele, o profissional rasgou o documento e o substituiu por um cartão informando a imunização com a Coronavac, do Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, ao qual o presidente tem feito críticas.

Segundo a coordenadora do Plano Estadual de Imunização de São Paulo, Regiane de Paula, das 264 mil doses de vacinas que foram encaminhadas para o município de Eldorado, somente 80 delas foram da Oxford/Astrazeneca, e o restante foi da vacina do Butantan. "Não sei responder com qual vacina, porque a Lei Geral de Proteção de Dados não me permite acessar", esclareceu.

Para Doria, "as vacinas são boas, a Astrazeneca é uma boa vacina, a vacina do Butantan também é uma boa vacina. Nós temos que vacinar. Essa deveria ser a preocupação do presidente da República". "Espero que ele siga o exemplo da mãe dele e tome a vacina seja ela qual for", completou. Para o governador, a preocupação do presidente deveria ser "salvar vidas, não recomendar cloroquina, não recomendar aglomerações, não intimidar quem usa máscara chamando de 'maricas' e quem fica em casa, de 'covarde'".

Veja também:

Após pressão, Ministério da Saúde anuncia compra da vacina da Pfizer e negociação com a Janssen
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade