PUBLICIDADE

Doria: Bolsonaro passeia a cavalo, enquanto pandemia galopa

Governador de São Paulo afirmou que o povo saberá respeitar se o presidente tiver gestos de paz

1 jun 2020 13h43
| atualizado às 13h48
ver comentários
Publicidade

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou a ida a cavalo do presidente Jair Bolsonaro ao encontro de manifestantes em Brasília durante manifestação neste domingo (31). Segundo o governador, "o presidente passeia a cavalo, enquanto a pandemia galopa". "Bolsonaro passeia a cavalo e a crise econômica segue sem rédeas". "Qual o sentido de um presidente da República desfilar a cavalo em meio a 30 mil mortos pelo coronavírus?", disse.

Doria diz que não há "crime configurado" contra Witzel
Doria diz que não há "crime configurado" contra Witzel
Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA / Estadão Conteúdo

Durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Doria afirmou que "o presidente Bolsonaro não é presidente apenas de bolsonaristas e daqueles que o defendem, protegem e apoiam". "Ele deve ser o presidente de todos os brasileiros", disse.

De acordo com Doria, "se (Bolsonaro) tiver gestos de paz, o povo saberá compreender e respeitar". "Enquanto tiver gestos divisionistas, utilizando redes sociais ou outros mecanismos para hostilizar os brasileiros que não lhe apoiam, a dificuldade de vencer a pandemia e salvar vidas será ainda maior".

Estadão
Publicidade
Publicidade