PUBLICIDADE

Chefe do jornalismo da Band detona Queiroga por vacinação

Rodolfo Schneider afirmou que ministro da Saúde "usa informação falsa, cria desespero em milhões sem embasamento e ignora a ciência"

17 set 2021 09h46
| atualizado às 09h53
ver comentários
Publicidade

Após Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, afirmar que adolescentes sem comorbidade não devem tomar vacina contra covid, Rodolfo Schneider, diretor nacional de jornalismo da Band e apresentador do Jornal da Band, criticou a coletiva do chefe da pasta.

Rodolfo Schneider, Diretor Executivo de Jornalismo e Esportes da Band
Rodolfo Schneider, Diretor Executivo de Jornalismo e Esportes da Band
Foto: Divulgação/Band

“Ministro, ministro Queiroga, pelo amor de Deus! Primeiro o senhor citou ao longo da entrevista coletiva uma informação errada, mentirosa”, disse Schneider no começo da leitural do editorial.

"Fique em silêncio, trabalhe, ouça os técnicos, ouça a ciência, ministro Queiroga, antes que não reste mais nada da sua biografia. O senhor caminha a passos largos para ficar de mãos dados com o ex-ministro [Eduardo] Pazuello”, completou.

Em sua conta no Twitter, Schneider divulgou o vídeo da fala e continuou com as críticas. "Ministro Queiroga usa informação falsa, cria desespero em milhões sem embasamento e ignora a ciência", escreveu.

 

 

Queiroga afirmou na quinta-feira, 16, que partiu do presidente Jair Bolsonaro a orientação para rever a vacinação de adolescentes. Mais cedo, a pasta recomendou a interrupção da aplicação de doses em pessoas de 12 a 17 anos sem comorbidades, como diabete, problema cardíaco ou deficiência física. A Anvisa, porém, manteve a autorização do imunizante da Pfizer para essa faixa etária.

A nova determinação pegou gestores de surpresa e foi alvo de críticas de especialistas. Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações, "não há evidências científicas que embasem a decisão". Os conselhos de secretários estaduais e municipais de Saúde afirmaram que a decisão de Queiroga não tem "respaldo técnico e científico".

*Com informações do Estadão Contéudo

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade