PUBLICIDADE

Política

Caixa cancela exposição com obra que representa Bolsonaro defecando na bandeira do Brasil

Obra 'Bandeiras' integrava a exposição 'O Grito!', exposta no espaço Caixa Cultura, em Brasília, desde o dia 17 de outubro

24 out 2023 - 20h35
(atualizado às 23h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Caixa cancela exposição após obra representar Jair Bolsonaro (PL) defecando na bandeira do Brasil
Caixa cancela exposição após obra representar Jair Bolsonaro (PL) defecando na bandeira do Brasil
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Caixa Econômica Federal cancelou a exibição da exposição de arte O Grito! na Caixa Cultural, em Brasília, na qual uma das obras representava o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) defecando sobre a bandeira do Brasil. Ao Terra, a instituição aponta que a obra Bandeiras, que compunha o acervo, apresentava manifestação de viés político-partidário, o que fere as diretrizes do programa. 

A exibição O Grito! estreou no espaço cultural da Caixa na capital federal no dia 17 de outubro, com a proposta de abordar aspectos da realidade nacional nos 200 anos da Independência do Brasil. Ao todo, a mostra reunia 30 obras de sete artistas plásticos brasileiros e seria exibida até 17 de dezembro, 

Segundo a instituição, a exposição foi selecionada no âmbito do Programa de Ocupação dos espaços da Caixa Cultural 2023/2024, modelo de seleção pública para projetos culturais que são patrocinados para ocupação dos espaços do banco. O trabalho fazia parte da obra Bandeiras, da artista Marília Scarabello que, desde 2016, reúne uma coleção de imagens do público com releituras da bandeira brasileira.

Caixa cancela exposição após identificar manifestação com viés político-partidário em obra de arte
Caixa cancela exposição após identificar manifestação com viés político-partidário em obra de arte
Foto: Reprodução

O compilado da artista reuniu, além da representação de Bolsonaro, uma montagem com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o ex-ministro da Fazenda Paulo Guedes e a senadora Damares Alves dentro de uma lixeira verde e amarela. Também há alusões à campanha do ex-chefe do Executivo e aliados durante as eleições de 2022.

Em nota ao Terra, a Caixa aponta que a obra evidenciou manifestações politico-partidárias, o que fere as diretrizes do programa, e informou que determinou o cancelamento da exposição. "A direção do banco informa ainda que determinou apuração de responsabilidades pelos órgãos internos", disse a instituição em nota.

O caso gerou repercussão nas redes sociais entre políticos. Em seu perfil no X (antigo Twitter), a deputada federal Bia Kicis (PL-DF) afirmou que a exposição trazia a bandeira nacional em "situação vexatória, além de conter conteúdo político ideológico". 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade