PUBLICIDADE

Política

Bolsonaro tem novo desconforto e volta a passar por lavagem intestinal em hospital

Há uma semana, o presidente também precisou ser atendido em Brasília, após cirurgias em São Paulo

27 set 2023 - 20h34
(atualizado às 20h50)
Compartilhar
Exibir comentários
Jair Bolsonaro já havia passado pelo hospital de Brasília há uma semana com o mesmo problema de desconforto intestinal
Jair Bolsonaro já havia passado pelo hospital de Brasília há uma semana com o mesmo problema de desconforto intestinal
Foto: Wilton Junior/Estadão / Estadão

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a enfrentar desconforto intestinal e novamente precisou ser atendido no hospital DF Star, em Brasília nesta quarta-feira, 27. Há uma semana, Bolsonaro passou pelo mesmo hospital, com problema semelhante. As duas internações ocorreram após ele receber alta em São Paulo, onde ele passou por duas cirurgias no hospital Vila Nova Star, zona sul da capital paulista. 

"O Pr @jairbolsonaro apresentou novamente desconforto intestinal decorrente da facada ocorrida em 2018, foi internado no Hospital DF Star em Brasília, realizou exames no tráfego digestivo, dentre eles lavagem intestinal", afirmou Fábio Wajngarten, assessor e advogado do presidente. Ele também atualizou o estado de saúde do presidente: "Há poucos instantes teve alta, passa bem, está disposto, retornando para sua residência". Na internação do último dia 20, Bolsonaro ambém preciso realizar uma lavagem intestinal e exames.

Bolsonaro já passou por sete cirurgias após receber uma facada durante a campanha eleitoral de 2018. As duas últimas foram realizadas no dia 12 de setembro, em São Paulo. O objetivo foi corrigir uma hérnia de hiato, para tratar um quadro de refluxo, e também realizar um desvio de septo para melhorar a respiração. Após as cirurgias, Bolsonaro se hospedou no Palácio dos Bandeirantes, residência oficial do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Em janeiro deste ano, Bolsonaro foi operado nos Estados Unidos após sentir dores abdominais. Ele precisou tratar de uma aderência em uma hérnia incisional. Antes, em setembro de 2019, quando o atentado completou um ano, ele também foi operado. As outras três cirurgias aconteceram em dias posteriores ao atentado, enquanto ele estava internado na Santa Casa de Juiz de Fora e no Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo. Foram corrigidas perfurações nos intestinos.

Silêncio de Bolsonaro, mistério de Cid e mais: saiba o que rolou nos depoimentos da PF Silêncio de Bolsonaro, mistério de Cid e mais: saiba o que rolou nos depoimentos da PF

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade