PUBLICIDADE

Bolsonaro condecora Michelle com 3ª medalha em seis meses

Os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira, também foram agraciados, mas não marcaram presença na cerimônia

8 dez 2021 22h17
| atualizado em 9/12/2021 às 08h34
ver comentários
Publicidade
Michelle beija Jair Bolsonaro ao receber 3ª honraria das mãos do marido
Michelle beija Jair Bolsonaro ao receber 3ª honraria das mãos do marido
Foto: Alan Santos/PR

Em cerimônia no Ministério das Relações Exteriores, o presidente Jair Bolsonaro entregou nesta quarta-feira, 8, a insígnia da Ordem do Rio Branco para um seleto grupo de convidados. Na lista dos agraciados estavam a primeira-dama Michelle, os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG); e da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), além do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Essa é a terceira honraria que Michelle Bolsonaro recebe do marido em um período de seis meses.

Em junho deste ano, a primeira-dama recebeu o grau de Grande-Oficial da Ordem do Mérito da Defesa. A segunda vez foi no mês seguinte, em 28 de julho, quando a Michelle foi agraciada a Medalha do Mérito Oswaldo Cruz, que reconhece os esforços de personalidades que atuam pelo bem da saúde pública.

Ausências

Apesar de constarem da lista, Pacheco e Lira não compareceram à solenidade porque naquele momento se encontravam no Congresso, envolvidos na promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. A proposta é prioridade para o Palácio do Planalto porque abre caminho para o pagamento do Auxílio Brasil.

Outros homenageados

Os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil), Marcelo Queiroga (Saúde), João Roma (Cidadania), Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Anderson Torres (Justiça) e Bruno Bianco (Advocacia-Geral da União) também foram homenageados. Receberam a medalha, ainda, o chefe de gabinete de Bolsonaro, Celio Faria Júnior, e os presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e do BNDES, Gustavo Montezano.

A insígnia da Ordem de Rio Branco é uma homenagem ao Patrono da Diplomacia Brasileira, o Barão do Rio Branco. Todos os agraciados citados acima foram condecorados pelo presidente com o maior grau da honraria, a Grã-Cruz.

Após a entrega das medalhas, os convidados participaram de um coquetel no Palácio do Itamaraty, mas a imprensa foi barrada. Bolsonaro não discursou na solenidade.

Estadão
Publicidade
Publicidade