PUBLICIDADE

Após ter prisão revogada, Eduardo Cunha retorna ao Twitter

Com publicações emblemáticas, retorno do ex-deputado à rede social foi comemorado por usuários

9 mai 2021 13h27
| atualizado às 13h34
ver comentários
Publicidade

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB) anunciou neste domingo, 8, que retornará a utilizar a rede social Twitter. A decisão foi comemorada por alguns usuários que consideram o político como um dos expoentes da plataforma.

Foto:

“Estou retornando a usar as mídias sociais e quero agradecer todas as manifestações de carinho recebidas dos muitos amigos e daqueles que torcem por mim”, disse Eduardo Cunha em seu retorno.

Que acrescentou: “Hoje, além de tudo, é um dia especial. Eu quero cumprimentar a todas as mães pelo dia de hoje. Só quem já não pode mais conviver com a sua, sabe o sentimento que toca no nosso coração. Feliz dia das mães.”

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), revogou na quinta-feira, 6, a última prisão preventiva decretada contra o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (MDB-RJ). 

A cautelar havia sido decretada em 2017 na Operação Sepsis e era o único empecilho que impedia o ex-parlamentar de responder aos processos em liberdade.

No último dia 28, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o Tribunal da Lava Jato, também revogou a prisão decretada contra Cunha na operação. O ex-presidente da Câmara cumpria o regime em casa desde o ano passado, por conta da pandemia.

Cunha foi alvo da Operação Sepsis, desdobramento da Lava Jato que apurou desvios do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), gerido pela Caixa Econômica Federal.

O ex-presidente da Câmara poderá responder aos processos em liberdade. A única restrição imposta foi a proibição de viagens internacionais.

Na rede social mais utilizada por Cunha, o Twitter, os usuários comemoraram o retorno do ex-presidente da Câmara em tom de deboche, já que suas publicações anteriores rendiam muitos "memes" e piadas.

 

 

 

 

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade