1 evento ao vivo

Vida militar é completamente diferente, diz Bolsonaro

Presidente defendeu a reestruturação das carreiras como prevista no projeto de lei da aposentadoria militar

27 abr 2019
17h24
atualizado às 17h33
  • separator
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro defendeu neste sábado a reestruturação das carreiras militares como está prevista no projeto de lei que trata da aposentadoria militar.

"Você tem que conhecer como é a vida dos militares. Eu estou com vários aqui, não ganham hora extra, pessoal que está na fronteira, nos navios, está na floresta amazônica, muitas vezes em missões extraordinárias, como GLO Garantia da Lei e da Ordem. É uma vida completamente diferente", disse.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, realiza visita à residência da menina Yasmin Alves, de oito anos na Cidade Satélite Estrutural, uma das regiões mais carentes do Distrito Federal
O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, realiza visita à residência da menina Yasmin Alves, de oito anos na Cidade Satélite Estrutural, uma das regiões mais carentes do Distrito Federal
Foto: Mateus Bonomi / Agif / Estadão

Ele afirmou que é um "tributo que se exige de todos para que se possa bem cumprir essa missão. É uma classe tão maravilhosa que nos momentos mais difíceis da nação sempre esteve ao lado do povo".

Bolsonaro afirmou ainda desconhecer críticas sobre o reajuste de salários para a categoria e disse que dar os mesmos direitos a militares na Previdência fará com que o custo suba muito.

O presidente participou de um almoço em Brasília para comemorar o aniversário do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Walton Alencar. Na saída, afirmou que não tratou sobre a reforma da Previdência com os presentes, entre eles, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) . "O momento é de dar uma relaxada, né", disse.

Questionado sobre o fato de que um general aposentado possa ganhar mais que o seu salário, Bolsonaro afirmou não estar preocupado com o quanto recebe atualmente. "Estou servido ao País", disse.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade