PUBLICIDADE

Polícia

Jovem é morto após ser torturado e obrigado a entrar na própria cova em Tocantins

Adolescente integrante de facção criminosa confessou crime à polícia; segundo suspeito está foragido

12 nov 2023 - 15h32
(atualizado às 16h01)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um jovem de 26 anos foi brutalmente assassinado em Paraíso do Tocantins (TO). Segundo a Polícia Civil, Wriel Hélio Rodrigues Oliveira foi torturado dentro de uma boca de fumo --nome popular utilizado para se referir ao local onde se vende drogas. Em seguida, ele foi obrigado a entrar na sua própria cova, cavada às margens de um córrego, onde foi morto com ao menos 20 facadas. 

O corpo da vítima foi encontrado no sábado, 11, perto do setor Vila Regina. A Polícia Civil apreendeu um adolescente de 17 anos, suspeito pelo crime. Aos policias, ele contou que o assassinato foi motivado pela suspeita de que Wriel estaria delatando traficantes para a polícia. Um homem suspeito de participar também do homicídio está foragido.

Os dois suspeitos integram uma facção criminosa. Eles foram denunciados à polícia, que verificou que o adolescente tinha um mandado de busca e apreensão em aberto. Questionado, ele confessou o crime contra Wriel e apontou o local onde a vítima foi enterrada.

O adolescente foi encaminhado para a sede da 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) e autuado em flagrante por ato infracional análogo ao crime de ocultação de cadáver, e ainda responderá pelos homicídios praticados. Após os procedimentos legais, será encaminhado para uma unidade do sistema socioeducativo.

O corpo da vítima foi recolhido pelo Núcleo de Medicina Legal (IML) de Paraíso, onde passará por exames de necropsia e antropologia forense. Devido ao estado avançado de putrefação, o cadáver ainda passará por exame de DNA para confirmação de identificação genética, para então ser liberado aos familiares.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade