PUBLICIDADE

Imprensa internacional repercute morte de menino no Alemão

Jornais destacaram os protestos realizados por moradores da comunidade e o afastamento dos policiais envolvidos na operação

4 abr 2015 15h49
| atualizado em 5/4/2015 às 10h55
ver comentários
Publicidade

A morte do menino  Eduardo de Jesus Ferreira, 10 anos, baleado no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro, na última quinta-feira, durante um confronto entre policiais e traficantes repercutiu não apenas na mídia brasileira, mas também na imprensa internacional.

"Moradores protestam contra morte de menino em favela no Brasil", é o título da notícia do Washington Post
"Moradores protestam contra morte de menino em favela no Brasil", é o título da notícia do Washington Post
Foto: Reprodução

Em notícia publicada na sexta-feira, 03, o jornal americano Washington Post deu destaque aos protestos realizados pelos moradores do conjunto de favelas e aos confrontos travados com os agentes de segurança. "Os manifestantes arremessaram pedras e garrafas contra os policiais, que responderam com gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral", escreveu.

Siga Terra Notícias no Twitter

<p>"Brasil: Menino de 10 anos de idade morto a tiros em operação policial contra traficantes de drogas", escreveu o site International Business Times</p>
"Brasil: Menino de 10 anos de idade morto a tiros em operação policial contra traficantes de drogas", escreveu o site International Business Times
Foto: Reprodução

O site de notícias International Business Times deu destaque à denúncia feita por Teresinha Maria de Jesus, mãe da vítima, de que havia sido ameaçada pelo mesmo policial que tirou a vida de seu filho. "Não houve tiroteio. O único tiro ouvido foi o que matou o meu filho. Eu corrri para fora de casa e vi o policial perto do Eduardo, cujo corpo estava deitado no chão. Quando me aproximei, ele disse que também me mataria", reproduziu o portal IBT.

O site lembrou ainda que a morte de Eduardo ocorreu apenas dois dias após a morte de uma mulher de 41 anos, atingida por uma bala perdida que atravessou a parede de sua casa.  Por fim, escreveu que ativistas de direitos humanos têm acusado a polícia do Rio de perpetrar uma política de extermínio que não visa a prisão de traficantes.

"Comunidade no Brasil protesta contra a morte de menino baleado", repercutiu o Irish Times
"Comunidade no Brasil protesta contra a morte de menino baleado", repercutiu o Irish Times
Foto: Reprodução

O jornal irlandês Irish Times também ressaltou a morte de Eduardo, provocada supostamente por um policial, e o afastamento dos agentes envolvidos na operação enquanto uma investigação é realizada.

 

 

 

Rio: moradores pedem paz no Alemão:

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade