PUBLICIDADE

Peça Rara Brechó inaugura primeira loja na Tijuca com presença de celebridades

No Rio de Janeiro, a rede vislumbra potencial para pelo menos mais 40 unidades, sendo 11 na capital e 29 espalhadas pelo Estado Peça Rara Brechó inaugura primeira loja na Tijuca com presença de celebridades

30 nov 2023 - 18h14
Compartilhar
Exibir comentários

A rede de brechós Peça Rara inaugurou sua primeira loja na Tijuca, no Rio de Janeiro, em um evento marcado pela presença das sócias Deborah Secco e Bruna Vasconi, juntamente com a cantora Ludmilla. A segunda unidade da marca no Estado, localizada na Praça Saenz Pena, 11, conta com 428 m² e oferece setores feminino, masculino e infantil.

Foto: Deborah Secco, Bruna Vasconi, Erick Maia e Brunna Gonçalves - Alexandre Navarro / Diário do Rio

Os novos franqueados, o renomado stylist Erick Maia e a influencer e bailarina Brunna Gonçalves, já conhecidos da mídia, estão empolgados com a parceria. "Estou muito feliz em fazer parte da franquia. Pesquisei muito antes de adquirir e faz sentido para mim. Fico orgulhoso de saber que somos a 100ª loja! Nós vamos arrasar!", declara Erick. "Escolhemos o Peça Rara por ser uma empresa superfamília, de moda sustentável. Eu trabalho com moda, sou personal stylist, então faz todo sentido por ser um segmento que eu já domino. Estamos ansiosos com a inauguração da loja. Teremos muitas roupas, sapatos, brinquedos, tudo, para nossa Tijuca", complementa.

Com a expectativa de encerrar o ano com um faturamento de aproximadamente R$ 190 milhões e 140 unidades vendidas, o Peça Rara planeja uma expansão ambiciosa em 2024. A estratégia inclui a comercialização de mais 260 lojas nas capitais de todo o país e no interior das regiões Sul e Sudeste.

No Rio de Janeiro, a rede vislumbra potencial para pelo menos mais 40 unidades, sendo 11 na capital e 29 espalhadas pelo Estado, contemplando cidades como Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Macaé, Itaboraí, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Petrópolis, São João de Meriti, Volta Redonda e Teresópolis.

A proposta do Peça Rara é promover o consumo consciente por meio do conceito de "second hand" (uso de segunda mão), a economia circular e a responsabilidade social. A rede mantém duas unidades do Instituto Eu Sou Peça Rara, que utiliza o valor arrecadado com itens não comercializados em bazares, com preços simbólicos variando de R$ 5 a R$ 50, revertendo 100% do faturamento para ações sociais.

Segundo Bruna Vasconi, CEO e fundadora da marca, o Peça Rara não se resume apenas à venda de itens de segunda mão. "As pessoas que nos cercam, de franqueados a funcionários, fornecedores e clientes finais, todos são 'abraçados' com a ideia de repassar o que não faz mais sentido e pode ter uma nova destinação para outras pessoas. Ao dar uma ressignificação a itens usados, criamos um estilo de vida, já que o preconceito está em nossa cabeça, pois há muito tempo compramos itens usados como automóveis, casas, entre outros", destaca Bruna.

Diário do Rio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade