9 eventos ao vivo

Consulados de sete países vão funcionar na OAB durante a JMJ

16 jul 2013
20h29
atualizado às 20h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ao longo da próxima semana, a sede da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ), no centro da capital fluminense, vai abrigar o consulado de sete países, além da representação da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O convênio entre a OAB e a Arquidiocese do Rio de Janeiro foi assinado nesta terça-feira, e visa a atender jovens estrangeiros durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/papa-no-brasil/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/papa-no-brasil/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Benin, Botsuana, Filipinas, Guiana, Indonésia e Ucrânia, que não têm representação diplomática na cidade, vão montar o consulado na OAB. A Argentina, que tem uma representação em Botafogo, vai reforçar o atendimento na sede da OAB, já que são esperados mais de 40 mil peregrinos argentinos.

O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, lembra que serão mais de 180 países representados pelos jovens na jornada, de 23 a 28 de julho. "Aqui vai ser um pouco um centro de atendimento a estrangeiros que necessitam de alguma orientação, de assistência internacional. E aqui terão essa oportunidade, pelo fato da localização e também pela assistência que passa a ter aqui também."

Dom Orani disse ainda que os jovens serão os protagonistas de um mundo novo e têm todo o direito de fazer manifestações durante a passagem do papa Francisco pela cidade. "Estamos em uma cidade plural, em que as pessoas, dentro daquilo que é razoável, podem se manifestar, suas opiniões, suas ideias. Ao mesmo tempo, a Santa Sé está acostumada sempre que tem uma presença do Papa, tem maior visibilidade e sempre há grupos que gostam de tentar mostrar sua opinião diante disso tudo. A gente vê com muita tranquilidade e com toda a liberdade que cada um tem."

De acordo com o presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz, além de colocar o prédio à disposição do evento, haverá plantão jurídico 24 horas para auxiliar os visitantes. "Estamos tentando apoiar este momento histórico: o primeiro papa latino-americano que vem pela primeira vez à América Latina."

Ele lembra que a OAB tem um histórico de lutas em conjunto com a Igreja Católica, como na luta contra a ditadura militar. "É importante que na democracia possamos também comemorar esse momento que, para nós latino-americanos, é muito importante. A juventude vai às ruas e a OAB vai também para garantir a democracia. Na JMJ, a OAB estará aqui para garantir a liberdade religiosa e a manifestação da fé também'.

Foi nomeado o embaixador da OAB na JMJ, Almir Barbuda, que vai auxiliar os cônsules. Embaixador aposentado, Barbuda representou o Brasil no Vaticano até o mês passado e participou de toda a preparação da jornada.

"Estou voltando do Vaticano, até um mês atrás eu era embaixador junto à Santa Sé, e participei de toda a trajetória da organização da Jornada Mundial da Juventude. Eu estou muito envolvido com tudo o que foi combinado e resolvido. Só o que mudou foi o Papa e o embaixador, o resto eu participei bastante e estou muito contente com essa escolha, de poder participar até o fim da jornada", disse.

Para Barbuda, o evento vai transcorrer bem, mesmo que ocorram manifestações durante a presença do pontífice na cidade. "Eu vejo as coisas que o Papa fala, e vem falando desde Buenos Aires, anticorrupção, combate à pobreza, combate às desigualdades, é muito parecido com o que os jovens estão falando nas ruas. Acho que ele vai ter todo o apoio desses jovens que estão pedindo mais justiça social. Acho que é um pouco também o que o governo quer, combate à corrupção. Eu acho que ele (o Papa) vai ajudar muito. Talvez, seja um perigo para algum político que seja mais demagogo, porque ele fala isso com grande naturalidade. Vai ser um sucesso", disse.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

Igreja comenta sobre agenda do Papa no Brasil

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

vc e o papa
Você conheceu os papas João Paulo II ou Bento XVI? Vai participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio ou tentar encontrar com o Papa Francisco em Aparecida? Participe do vc repórter e envie seus relatos, fotos ou vídeos com os papas para o Terra.

<a data-cke-saved-href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm" href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade