PUBLICIDADE

Ômicron: Anvisa identifica dois casos positivos no Brasil em 'teste preliminar'

Variante é identificada após sequenciamento genético de amostra em passageiro que veio da África do Sul e sua mulher.

30 nov 2021 18h24
| atualizado às 18h33
ver comentários
Publicidade
teste positivo de coronav[irus
teste positivo de coronav[irus
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Uma análise preliminar de dois brasileiros com covid-19 identificou a presença da variante ômicron do coronavírus, encontrada inicialmente na África do Sul e considerada potencialmente mais transmissível, segundo informou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta terça-feira (30/11).

Um passageiro vindo da África do Sul que havia desembarcado no aeroporto de Guarulhos em 23 de novembro, portando um resultado negativo em seu teste de RT-PCR, voltou a ser testado no laboratório do mesmo aeroporto, preparando-se para seu voo de regresso ao continente africano, na companhia de sua mulher.

Ambos testaram positivo para a covid-19.

Um sequenciamento genético do vírus feita pelo laboratório do Hospital Albert Einstein confirmou, em caráter preliminar, nesta terça se tratar da variante ômicron - por enquanto, os primeiros casos confirmados no Brasil.

Agora, segundo a Anvisa, as amostras serão enviadas para uma análise laboratorial "confirmatória", a ser feita pelo Instituto Adolfo Lutz.

"Diante da identificação e testagem com resultado positivo para covid-19, a Rede Cievs (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde), ligada ao Ministério da Saúde, deve monitorar casos de acordo com o sistema de vigilância vigente no Brasil, para avaliação das condições de saúde e direcionamento dos indivíduos aos serviços de atenção em saúde", prossegue a nota da Anvisa.

A agência não informou, na nota, o estado de saúde dos dois passageiros que tinham a variante ômicron nem se eles eram ou não sintomáticos.

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade
Publicidade